INFORMAÇÕES TÉCNICAS ABSTEN S

Atualizado em 28/05/2016

Características:
O mecanismo de ação dos anorexígenos1 não está completamente estabelecido. Acredita-se que possam produzir seu principal efeito sobre o centro de controle do apetite no hipotálamo2 e diminuir a fome mediante a alteração do controle químico da transmissão do impulso nervoso. O mazindol parece também inibir a captação neuronal de norepinefrina e dopamina3 liberadas nas sinapses.
Não ficou estabelecido que a ação dos anorexígenos1 no tratamento da obesidade4 seja principalmente a supressão do apetite. Outras ações sobre o sistema nervoso central5 ou efeitos metabólicos podem estar envolvidos na ação anorexígena destes medicamentos.
Absten S é facilmente absorvido pelo trato gastrointestinal, metabolizado pelo fígado6 e excretado através da urina7 e fezes. A meia-vida do mazindol em indivíduos normais é de 10 horas.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Anorexígenos: Que ou o que provoca anorexia (diz-se de substância ou droga), ou seja, que ou o que produz falta ou perda de apetite.
2 Hipotálamo: Parte ventral do diencéfalo extendendo-se da região do quiasma óptico à borda caudal dos corpos mamilares, formando as paredes lateral e inferior do terceiro ventrículo.
3 Dopamina: É um mediador químico presente nas glândulas suprarrenais, indispensável para a atividade normal do cérebro.
4 Obesidade: Condição em que há acúmulo de gorduras no organismo além do normal, mais severo que o sobrepeso. O índice de massa corporal é igual ou maior que 30.
5 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
6 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
7 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.

Tem alguma dúvida sobre INFORMAÇÕES TÉCNICAS ABSTEN S?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.