REAÇÕES ADVERSAS / COLATERAIS FLUMAZIL

Atualizado em 28/05/2016

O FLUMAZIL é bem tolerado em adultos e crianças. Em adultos é bem tolerado mesmo quando excede a dosagem recomendada.

Queixas de ansiedade, palpitações1 e medo foram observadas após injeção2 rápida de FLUMAZIL. Estes efeitos indesejáveis geralmente não necessitam de tratamento específico.

Em casos de intoxicação mista, especialmente com antidepressivo cíclico, cuidados especiais são necessários, uma vez que os efeitos tóxicos (como convulsões e arritmia3 cardíaca) destas drogas associadas na superdosagem podem surgir com a reversão dos efeitos dos benzodiazepínicos pelo FLUMAZIL.

Há relatos de crise convulsiva em pacientes epilépticos ou com severo prejuízo da função hepática4, particularmente após longo período de tratamento com benzodiazepínicos ou em caso de intoxicações mistas.

Injeções rápidas de FLUMAZIL devem ser evitadas em pacientes expostos a altas doses e/ou por longos períodos aos benzodiazepínicos, nas semanas anteriores ou até uma semana antes do uso do FLUMAZIL, pois pode desencadear síndrome5 de abstinência, incluindo agitação, ansiedade, labilidade emocional, leve confusão, distorções sensoriais e convulsões (Vide Posologia). No caso do aparecimento desses sintomas6, injeções de pequenas doses de benzodiazepínicos revertem o quadro. Esses efeitos colaterais7 podem ser evitados com a utilização lenta de pequenas doses de Flumazil, que serão aumentadas cautelosamente, dependendo da necessidade do paciente.

Há casos de ataque de pânico com o uso de FLUMAZIL em pacientes com história de Síndrome5 do Pânico.

Em alguns casos foram relatadas ocorrências de náusea8 e/ou vômitos9 durante o uso em anestesiologia.

Nenhuma alteração de função hepática4 ou renal10 foi observada.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
2 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
3 Arritmia: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
4 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
5 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
8 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
9 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
10 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.

Tem alguma dvida sobre REAÇÕES ADVERSAS / COLATERAIS FLUMAZIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.