INFORMAÇÕES TÉCNICAS PENTALAC

Atualizado em 28/05/2016
A lactulose é um dissacarídeo1 formado por uma molécula de galactose2 e uma de frutose3. A lactulose apresenta ação laxante4 pela atividade osmótica5.Após a administração oral, somente 3% da dose de lactulose é absorvida pelo intestino delgado6.
A lactulose é metabolizada no intestino delgado6 por bactérias, transformando o dissacarídeo1 em frutose3 e galactose2 e, posteriormente, em ácido lático e pequenas quantidades de ácido acético e fórmico. Estes metabólitos7 aumentam o poder osmótico8 da lactulose, com conseqüente acúmulo e penetração de líquido ao bolo fecal e o amolecimento das fezes. A redução do pH luminal, pelos ácidos orgânicos, estimula a motilidade e a secreção intestinal, facilitanto a eliminação das fezes.
A lactulose absorvida não é metabolizada, sendo excretada pela urina9 em, aproximadamente, 24 horas.
A lactulose é um laxante4 de ação fisiológica10, portanto o seu uso pode ser necessário em quadros clínicos que necessitam a redução do esforço excessivo, como em pacientes com doença cardiovascular, hipertensos, com hemorróidas11, no puerpério12, após cirurgias do reto13 e ânus14; ou quando a constipação15 se deve a alterações hormonais, como na gravidez16 ou durante o tratamento com determinados fármacos, como hipnoanalgésicos.
A lactulose age de forma lenta e suave, por ser um regulador fisiológico17 da atividade intestinal, restabelecendo o movimento normal do intestino. Geralmente, a ação terapêutica18 ocorre em 2 a 3 dias após o início do tratamento.
Devido o mecanismo de ação da lactulose ser fisiológico17, não ocorre o desenvolvimento de dependência do organismo ao fármaco19. Por isso, a lactulose pode ser utilizada em tratamento prolongado.
A lactulose é utilizada no tratamento da encefalopatia20 hepática21 crônica, por diminuir a concentração sangüínea de amônia (NH3). A diminuição do pH colônico ocasiona a migração da amônia do sangue22 para o cólon23, transformando-se no íon24 amônio (NH4+), o qual não é absorvido pelo intestino, sendo eliminado com as fezes. A redução da concentração sangüínea de amônia produz melhora no estado mental, no traçado eletroencefalográfico e a tolerância a proteínas25 nos pacientes com hipertensão porta26 e encefalopatia20 hepática21 associada à doença hepática21 crônica.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Dissacarídeo: Molécula formada pela união covalente de dois monossacarídeos.
2 Galactose: 1. Produção de leite pela glândula mamária. 2. Monossacarídeo usualmente encontrado em oligossacarídeos de origem vegetal e animal e em polissacarídeos, usado em síntese orgânica e, em medicina, no auxílio ao diagnóstico da função hepática.
3 Frutose: Açúcar encontrado naturalmente em frutas e mel. A frutose encontrada em alimentos processados é derivada do milho. Contém quatro calorias por grama.
4 Laxante: Que laxa, afrouxa, dilata. Medicamento que trata da constipação intestinal; purgante, purgativo, solutivo.
5 Osmótica: Relativo à osmose, ou seja, ao fluxo do solvente de uma solução pouco concentrada, em direção a outra mais concentrada, que se dá através de uma membrana semipermeável.
6 Intestino delgado: O intestino delgado é constituído por três partes: duodeno, jejuno e íleo. A partir do intestino delgado, o bolo alimentar é transformado em um líquido pastoso chamado quimo. Com os movimentos desta porção do intestino e com a ação dos sucos pancreático e intestinal, o quimo é transformado em quilo, que é o produto final da digestão. Depois do alimento estar transformado em quilo, os produtos úteis para o nosso organismo são absorvidos pelas vilosidades intestinais, passando para os vasos sanguíneos.
7 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
8 Osmótico: Relativo à osmose, ou seja, ao fluxo do solvente de uma solução pouco concentrada, em direção a outra mais concentrada, que se dá através de uma membrana semipermeável.
9 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
10 Fisiológica: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
11 Hemorróidas: Dilatações anormais das veias superficiais que se encontram na última porção do intestino grosso, reto e região perianal. Pode produzir sangramento junto com a defecação e dor.
12 Puerpério: Período que decorre desde o parto até que os órgãos genitais e o estado geral da mulher voltem às condições anteriores à gestação.
13 Reto: Segmento distal do INTESTINO GROSSO, entre o COLO SIGMÓIDE e o CANAL ANAL.
14 Ânus: Segmento terminal do INTESTINO GROSSO, começando na ampola do RETO e terminando no ânus.
15 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
16 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
17 Fisiológico: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
18 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
19 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
20 Encefalopatia: Qualquer patologia do encéfalo. O encéfalo é um conjunto que engloba o tronco cerebral, o cerebelo e o cérebro.
21 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
22 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
23 Cólon:
24 Íon: Átomo ou grupo atômico eletricamente carregado.
25 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
26 Hipertensão porta: É o aumento de pressão nas veias que levam o sangue dos órgãos abdominais para o fígado. Geralmente é uma doença que ocorre devido à cirrose ou à esquistossomose.

Tem alguma dúvida sobre INFORMAÇÕES TÉCNICAS PENTALAC?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.