REAÇÕES ADVERSAS ACETATO DE PREDNISOLONA 1%

Atualizado em 28/05/2016
As reações adversas incluem, em ordem decrescente de freqüência, elevação da pressão intra-ocular (PIO) com possível desenvolvimento de glaucoma1 e dano não freqüente ao nervo óptico, formação de catarata2 subcapsular posterior e atraso na cicatrização. Embora o aparecimento de efeitos sistêmicos3 seja extremamente incomum, foram relatadas ocorrências de hipercorticoidismo sistêmico4 após o uso tópico5 de esteróides. Preparações contendo corticosteróides têm sido relatadas como causadoras de uveíte6 anterior aguda e perfuração do globo. Ceratite, conjuntivite7, úlcera8 corneana, midríase9, hiperemia10 conjuntival, perda da acomodação e ptose11 foram relatadas ocasionalmente após o uso local de corticosteróides.
Existem ocorrências de desenvolvimento de infecção12 ocular secundária (bacteriana, fúngica13 e viral). O uso de esteróides a longo prazo predispõe ao aparecimento de infecções14 fúngicas15 e virais da córnea16. A possibilidade de invasão fúngica13 deve ser considerada em qualquer ulceração17 corneana persistente onde tenham sido usados esteróides.
Foram relatados queimação e ardência temporárias e outros sintomas18 leves de irritação ocular com o uso de suspensão de acetato de prednisolona 1%. Outras reações adversas incluem: distúrbios visuais (visão19 borrada) e reações alérgicas.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
2 Catarata: Opacificação das lentes dos olhos (opacificação do cristalino).
3 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
4 Sistêmico: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
5 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
6 Uveíte: Uveíte é uma inflamação intraocular que compromete total ou parcialmente a íris, o corpo ciliar e a coroide (o conjunto dos três forma a úvea), com envolvimento frequente do vítreo, retina e vasos sanguíneos.
7 Conjuntivite: Inflamação da conjuntiva ocular. Pode ser produzida por alergias, infecções virais, bacterianas, etc. Produz vermelhidão ocular, aumento da secreção e ardor.
8 Úlcera: Ferida superficial em tecido cutâneo ou mucoso que pode ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
9 Midríase: Dilatação da pupila. Ela pode ser fisiológica, patológica ou terapêutica.
10 Hiperemia: Congestão sanguínea em qualquer órgão ou parte do corpo.
11 Ptose: Literalmente significa “queda” e aplica-se em distintas situações para significar uma localização inferior de um órgão ou parte dele (ptose renal, ptose palpebral, etc.).
12 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
13 Fúngica: Relativa à ou produzida por fungo.
14 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
15 Fúngicas: Relativas à ou produzidas por fungo.
16 Córnea: Membrana fibrosa e transparente presa à esclera, constituindo a parte anterior do olho.
17 Ulceração: 1. Processo patológico de formação de uma úlcera. 2. A úlcera ou um grupo de úlceras.
18 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
19 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.

Tem alguma dúvida sobre REAÇÕES ADVERSAS ACETATO DE PREDNISOLONA 1%?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.