ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO OXALATO DE ESCITALOPRAM

Atualizado em 11/10/2016
O oxalato de escitalopram deve ser armazenado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C) e protegido da luz e da umidade.Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
O oxalato de escitalopram gotas 20 mg/ml é uma solução límpida, incolor e inodora.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.
Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.
- 6. COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
INSTRUÇÕES DE USO

O oxalato de escitalopram gotas é administrado por via oral, uma única vez ao dia. Preferencialmente tomar sempre no mesmo horário. As gotas devem ser diluídas em água, suco de laranja ou suco de maçã. Pode ser ingerido com ou sem a presença de alimentos.
Posologia
Para o tratamento da depressão

A dose usual é de 10 mg/dia (10 gotas). Pode-se iniciar o tratamento com 5 mg/dia (5 gotas) e após alguns dias aumentar para 10 mg/dia (10 gotas). A dose máxima recomendada é de 20 mg/dia (20 gotas). Geralmente são necessárias 02 a 04 semanas para se obter uma resposta antidepressiva. O tratamento dos episódios de depressão exige, além da fase inicial, onde objetiva-se a melhora sintomatológica, um tratamento de manutenção. Após o desaparecimento dos sintomas1 durante o tratamento inicial é necessário o estabelecimento de um período de manutenção, com duração de vários meses, para a consolidação da resposta.
Para o tratamento do transtorno do pânico com ou sem agorafobia2
A dose inicial para a 1ª semana é de 5 mg/dia (5 gotas), aumentada a seguir para 10 mg/dia (10 gotas). A dose pode ser aumentada até um máximo de 20 mg/dia (20 gotas).
Pacientes suscetíveis a ataques de pânico podem apresentar um aumento da ansiedade logo após o início do tratamento, que geralmente se normaliza nas 2 primeiras semanas de uso do medicamento. Uma dose inicial menor é recomendada para evitar ou amenizar esse efeito. A melhora total é atingida após aproximadamente 3 meses. O tratamento é de longa duração.
Para o tratamento do transtorno de ansiedade generalizada (TAG)
A dose inicial usual é de 10 mg/dia (10 gotas). Pode ser aumentada até um máximo de 20 mg/dia (20 gotas).
Para o tratamento do transtorno de ansiedade social (fobia3 social)
A dose usual é de 10 mg/dia (10 gotas). Conforme a resposta individual, a dose pode ser diminuída para 5 mg/dia (5 gotas) ou aumentada até um máximo de 20 mg/dia (20 gotas). Geralmente, para o alívio dos sintomas1, é necessário um período mínimo de 2 a 4 semanas.
Para o tratamento do transtorno obsessivo compulsivo (TOC)
A dose usual é de 10 mg ao dia (10 gotas). A dose poderá ser aumentada pelo seu médico até um máximo de 20 mg ao dia (20 gotas).
Pacientes Idosos (> 65 anos de idade)
Pacientes idosos devem iniciar o tratamento com o oxalato de escitalopram gotas com metade da dose mínima usualmente recomendada, ou seja, 5 mg/dia (5 gotas). Considerar uma dose máxima mais baixa.
Crianças e adolescentes (<18 anos)

O oxalato de escitalopram gotas não é recomendado para crianças e adolescentes (ver em: O que devo saber antes de usar este medicamento?).
Função renal4 reduzida
Não é necessário ajuste de dose em pacientes com comprometimento renal4 leve ou moderado. Não está disponível nenhuma informação sobre o tratamento de pacientes com função renal4 gravemente reduzida (depuração de creatinina5 < 30 ml/min).
Função hepática6 reduzida
Recomenda-se uma dose inicial de 5 mg/dia (5 gotas) durante as duas primeiras semanas do tratamento.
Dependendo da resposta individual, aumentar para 10 mg/dia (10 gotas).
Duração do tratamento com o oxalato de escitalopram
Como ocorre com outros medicamentos para depressão e transtorno do pânico, a ação do medicamento demora algumas semanas para ser percebida.
Nunca trocar a dose do medicamento sem antes falar com seu médico.
A duração do tratamento é individual. Usualmente, o período mínimo do tratamento é de 6 meses.
Pacientes que tem depressão recorrente se beneficiam de tratamento continuado, às vezes por vários anos, para a prevenção de novos episódios.
Não interrompa o uso do oxalato de escitalopram gotas até que o seu médico lhe diga para fazê-lo.
Quando você tiver terminado o seu período de tratamento, é recomendado, geralmente, que a dose do oxalato de escitalopram gotas seja gradualmente reduzida por algumas semanas. Quando você interrompe o tratamento com o oxalato de escitalopram gotas, especialmente se de forma abrupta, você pode sentir sintomas1 de descontinuação. Eles são comuns quando o tratamento com o oxalato de escitalopram gotas é interrompido. O risco é maior quando se usa o oxalato de escitalopram gotas por períodos longos, em doses altas ou quando a dose é reduzida muito rápido. A maioria das pessoas acha que estes sintomas1 são amenos e toleráveis, e permanecem assim por até 2 se ma nas. Porém, em alguns pacientes eles podem ser de grande intensidade ou prolongados (2-3 meses ou mais). Se você apresentar sintomas1 de descontinuação graves quando parar de usar o oxalato de escitalopram gotas, por favor, contate o seu médico. Ele poderá pedir para você retomar o uso do oxalato de escitalopram gotas e retirá-lo mais lentamente. Esses sintomas1 não são indicativos de vício.
Os sintomas1 de descontinuação incluem: sensação de tontura7 (instabilidade), sensações de agulhas na pele8, sensações de queimação e de choques elétricos (menos comuns) - inclusive na cabeça9, alterações do sono (sonhos vívidos, pesadelos, dificuldade para dormir), ansiedade, dores de cabeça9, náusea10, suor aumentado (inclui suores noturnos), inquietude ou agitação, tremores, confusão ou desorientação, inconstância emocional, irritabilidade, diarreia11, alterações visuais, palpitações12.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Agorafobia: Estado de medo mórbido de se achar sozinho em grandes espaços abertos ou de atravessar lugares públicos. Também conhecida como cenofobia.
3 Fobia: Medo exagerado, falta de tolerância, aversão.
4 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
5 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
6 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
7 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
8 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
9 Cabeça:
10 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
11 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
12 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.

Tem alguma dúvida sobre ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO OXALATO DE ESCITALOPRAM?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.