Preço de Gaviscon (Suspensão oral) em Woodbridge/SP: R$ 15,93

Gaviscon (Suspensão oral)

RECKITT BENCKISER (BRASIL) LTDA

Atualizado em 28/10/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Gaviscon®
alginato de sódio + bicarbonato de sódio + carbonato de cálcio
Suspensão Oral 50 mg/mL + 26,7 mg/mL + 16 mg/mL

APRESENTAÇÕES

Suspensão oral
Frascos de 150 mL
Sachês de 10 mL disponíveis em unidades ou em embalagem contendo 12 sachês

USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS

COMPOSIÇÃO

Cada 10 mL da suspensão contém:

alginato de sódio 500 mg
bicarbonato de sódio 267 mg
carbonato de cálcio 160 mg
excipiente q.s.p. 10 mL

Excipientes: carbômer, hidróxido de sódio, sacarina1 sódica, óleo ou essência de menta, metilparabeno, propilparabeno e água purificada.

Cada frasco contém 150mL. Cada sachê contém 10mL.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Gaviscon® é um medicamento indicado para o tratamento de indigestão, queimação e desconforto estomacal (associados à indigestão), azia2, dispepsia3, enjôo, náusea4 e vômito5.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Gaviscon® não é absorvido pela circulação6 sistêmica. Seu mecanismo de ação é físico. Após a ingestão do medicamento, os componentes ativos de sua formulação reagem rapidamente com o ácido gástrico7 para formar um aglomerado de gel de ácido algínico, com pH praticamente neutro, que flutua no conteúdo estomacal efetivamente por até 4 horas, formando uma barreira física que impede o contato do conteúdo estomacal com o esôfago8, aliviando, desta forma, os sintomas9 de indigestão. O tempo médio estimado para o início da ação do medicamento (formação da rede de gel de ácido algínico) é de 15 segundos, sendo que o tempo para sensação de alívio é de 3 minutos.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Você não deve tomar Gaviscon® se tiver hipersensibilidade (alergia10) ao alginato de sódio ou a qualquer componente da fórmula,

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos. O uso de Gaviscon® em crianças menores de 12 anos só pode ser feito com orientação médica.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Interrompa o uso deste medicamento e procure um médico se ocorrerem reações indesejáveis. Uma dose de 10mL de Gaviscon® contém 141mg de sódio, cujo teor deve ser considerado quando se requer uma dieta com alta restrição de sal, por exemplo, em alguns casos de insuficiência cardíaca congestiva11 e insuficiência renal12.

Cada dose de 10mL de Gaviscon® contém 160mg de carbonato de cálcio, o que requer cautela em casos de hipercalcemia, nefrocalcinose e cálculos renais recorrentes contendo cálcio. Interações medicamentosas: após tomar Gaviscon®, aguardar 2 horas para o uso de outros medicamentos, especialmente anti-histaminico H2, tetraciclinas, digoxina, fluoroquinolonas, sais de ferro, cetoconazol, neurolépticos13, hormônios da tireóide, penicilina, betabloqueadores (atenolol, metoprolol, propanolol), glicocorticóide, quinolona, alendronato, fluoretos de sódio e zinco, cloroquina, bisfosfonatos e estramustina. Tal precaução é importante, pois o carbonato de cálcio pode diminuir a absorção destes medicamentos.

Influência sobre a habilidade de dirigir veículos ou operar máquinas: Gaviscon® não exerce qualquer influência sobre a habilidade de dirigir veículos ou operar máquinas.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Você deve conservar Gaviscon® em temperatura ambiente (15 a 30°C), protegido da luz e da umidade. Não refrigerar ou congelar.

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Após aberto, Gaviscon® em frasco é válido por 6 meses.

Características físicas e organolépticas do produto

A suspensão de Gaviscon® apresenta aspecto opaco, coloração esbranquiçada, odor e sabor de menta.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Posologia

Tomar 10 a 20 mL (1 a 2 colheres de sobremesa ou 1 a 2 sachês) após as três principais refeições do dia e antes de dormir.

Tomar o medicamento 4 vezes ao dia, a cada 4 horas. Não exceda 80 mL, em doses fracionadas, em um período de 24h.

Se após sete dias de administração deste medicamento os sintomas9 não melhorarem, procure orientação médica.

Agite o frasco antes de usar e utilize uma colher de sobremesa (equivalente a 10mL) para ajustar a dose do medicamento. Cada sachê de Gaviscon® já contém o equivalente à dose mínima (10 mL) recomendada para o tratamento. A cada dose, deve-se tomar o conteúdo equivalente a 1 ou 2 sachês (10 a 20 mL).

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas9, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Se você esquecer de tomar uma dose, não é necessário dobrar a dose seguinte, continue tomando o medicamento normalmente, de acordo com a dose habitual. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Reações muito raras (ocorrem em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): manifestações alérgicas, tais como urticária14 (manchas vermelhas na pele15 que coçam), broncoespasmo16 (dificuldade para respirar) e reações anafiláticas17 ou anafilactóides (reações alérgicas sistemáticas, rápidas e sérias) podem ocorrer em pacientes sensíveis aos componentes da fórmula.

Atenção: este produto é um medicamento que possui nova associação no país e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Caso ocorram reações indesejáveis decorrentes do uso excessivo e/ou prolongado, interrompa imediatamente o uso deste medicamento e procure um médico. Em caso de superdosagem, você pode apresentar distensão abdominal. Neste caso, deve-se proceder com tratamento médico sintomático18.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas9 procure orientação médica.
 

MS 1.7390.0002
Farm. Resp.: Fabiana Seung Ji de Queiroz CRF/SP nº 38.720

Fabricado por:
Reckitt Benckiser Healthcare (UK) Limited.
Hull, Inglaterra.

Importado por:
Reckitt Benckiser (Brasil) Ltda.
Rod. Raposo Tavares, 8015, km 18, São Paulo/SP.
CNPJ: 59.557.124/0001-15.


SAC 0800 703 1128

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
2 Azia: Pirose. Sensação de dor epigástrica semelhante a uma queimadura, geralmente acompanhada de regurgitação de suco gástrico para dentro do esôfago.
3 Dispepsia: Dor ou mal-estar localizado no abdome superior. O mal-estar pode caracterizar-se por saciedade precoce, sensação de plenitude, distensão ou náuseas. A dispepsia pode ser intermitente ou contínua, podendo estar relacionada com os alimentos.
4 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
5 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
6 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
7 Ácido Gástrico: Ácido clorídrico presente no SUCO GÁSTRICO.
8 Esôfago: Segmento muscular membranoso (entre a FARINGE e o ESTÔMAGO), no TRATO GASTRINTESTINAL SUPERIOR.
9 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
10 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
11 Insuficiência Cardíaca Congestiva: É uma incapacidade do coração para efetuar as suas funções de forma adequada como conseqüência de enfermidades do próprio coração ou de outros órgãos. O músculo cardíaco vai diminuindo sua força para bombear o sangue para todo o organismo.
12 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
13 Neurolépticos: Medicamento que exerce ação calmante sobre o sistema nervoso, tranquilizante, psicoléptico.
14 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
15 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
16 Broncoespasmo: Contração do músculo liso bronquial, capaz de produzir estreitamento das vias aéreas, manifestado por sibilos no tórax e falta de ar. É uma contração vista com freqüência na asma.
17 Reações anafiláticas: É um tipo de reação alérgica sistêmica aguda. Esta reação ocorre quando a pessoa foi sensibilizada (ou seja, quando o sistema imune foi condicionado a reconhecer uma substância como uma ameaça ao organismo). Na segunda exposição ou nas exposições subseqüentes, ocorre uma reação alérgica. Essa reação é repentina, grave e abrange o corpo todo. O sistema imune libera anticorpos. Os tecidos liberam histamina e outras substâncias. Esse mecanismo causa contrações musculares, constrição das vias respiratórias, dificuldade respiratória, dor abdominal, cãimbras, vômitos e diarréia. A histamina leva à dilatação dos vasos sangüíneos (que abaixa a pressão sangüínea) e o vazamento de líquidos da corrente sangüínea para os tecidos (que reduzem o volume de sangue) o que provoca o choque. Ocorrem com freqüência a urticária e o angioedema - este angioedema pode resultar na obstrução das vias respiratórias. Uma anafilaxia prolongada pode causar arritmia cardíaca.
18 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.

Tem alguma dúvida sobre Gaviscon (Suspensão oral)?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.