MECANISMO DE AÇÃO DIABINESE

Atualizado em 24/05/2016

A clorpropamida1 é um hipoglicemiante2 oral da classe das sulfoniluréias3. Seu exato mecanismo de ação não é completamente conhecido, mas não se trata de uma insulina4 oral. Acredita-se que o mecanismo de ação da clorpropamida1 se dê através do estímulo da síntese e liberação da insulina4 endógena, efeito dependente do funcionamento das células5 beta no pâncreas6. O efeito extra-pancreático pode ser parte do mecanismo de ação das sulfoniluréias3 orais.

Atualmente há evidências de que uma melhora na função das células5 beta-pancreáticas, com consequente melhora na tolerância à glicose7, pode ocorrer durante o tratamento prolongado com clorpropamida1. Assim, em indivíduos com Diabetes mellitus8 assintomático, manifestado principalmente por uma intolerância à glicose7, o uso continuado de clorpropamida1 pode resultar na normalização de sua tolerância a este açúcar9.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Clorpropamida: Medicação de uso oral para tratamento do diabetes tipo 2. Reduz a glicemia ajudando o pâncreas a produzir mais insulina e o corpo a usar melhor a insulina produzida. Pertence à classe dos medicamentos chamada sulfoniluréias.
2 Hipoglicemiante: Medicamento que contribui para manter a glicose sangüínea dentro dos limites normais, sendo capaz de diminuir níveis de glicose previamente elevados.
3 Sulfoniluréias: Classe de medicamentos orais para tratar o diabetes tipo 2 que reduz a glicemia por ajudar o pâncreas a fabricar mais insulina e o organismo a usar melhor a insulina produzida.
4 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
5 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
6 Pâncreas: Órgão nodular (no ABDOME) que abriga GLÂNDULAS ENDÓCRINAS e GLÂNDULAS EXÓCRINAS. A pequena porção endócrina é composta pelas ILHOTAS DE LANGERHANS, que secretam vários hormônios na corrente sangüínea. A grande porção exócrina (PÂNCREAS EXÓCRINO) é uma glândula acinar composta, que secreta várias enzimas digestivas no sistema de ductos pancreáticos (que desemboca no DUODENO).
7 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
8 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
9 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.

Tem alguma dúvida sobre MECANISMO DE AÇÃO DIABINESE?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.