PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS GLUCANTIME

Atualizado em 24/05/2016

Precauções
Deve-se administrar dieta rica em proteína durante o período de tratamento com
GLUCANTIME®, e se possível, deve ser precedido de correção da deficiência de ferro
ou de qualquer outra deficiência específica.

Durante todo o tratamento, monitorizar as funções cardíaca (eletrocardiograma1),
hepática2, renal3 e pancreática. Em caso de verificação de qualquer alteração, deve-se
interromper o tratamento com GLUCANTIME® e proceder avaliação clínica e
laboratorial. Em pacientes acima de 50 anos estes cuidados devem ser intensificados.

Advertências
Este produto contém sulfitos que podem provocar ou intensificar reações do tipo
anafiláticas.
O antimoniato de meglumina tem sido associado a baixa resposta em pacientes
imunocomprometidos, com leishmaniose visceral, incluindo pacientes com síndrome4
da imunodeficiência5 adquirida (AIDS) ou infecção6 com o vírus7 HIV8. Foi observada
resposta clínica com anfotericina B em pacientes HIV8-positivos com leishmaniose
visceral que não responderam ao antimoniato de meglumina. No entanto, recomendase
um intervalo mínimo de 10 dias após a utilização de antimonial pentavalente para
se administrar anfotericina B. Evitar a administração concomitante de antimoniato de
meglumina a outras drogas com características cardiotóxicas, hepatotóxicas,
pancreatóxicas e nefrotóxicas.

Gravidez9
Não foram realizados estudos de teratogenicidade em animais. Não existem dados
pertinentes atualizados sobre o potencial fetotóxico ou teratogênico10 do antimoniato
de meglumina. Portanto, não é recomendada a administração de GLUCANTIME®
durante a gravidez9. Pacientes grávidas devem ser encaminhadas para serviços
especializados (Centros de Referência).

Amamentação11
Na ausência de estudos, a amamentação11 não é recomendada durante o tratamento
com GLUCANTIME®. No entanto, o médico deve avaliar o risco/benefício da
suspensão da amamentação11 nas situações em que o uso de substitutos para a
nutrição12 adequada da criança não esteja garantido.

- REAÇÕES ADVERSAS

Dores articulares, dores musculares, dor abdominal, cefaléia13, mal estar geral,
dispnéia14, erupção15 cutânea16, edema17 facial e alterações nos testes das funções hepática2,
renal3 e pancreática.

Alterações no eletrocardiograma1 são dose-dependentes e geralmente reversíveis; na
maioria dos casos, a inversão da onda T e o prolongamento do intervalo QT
antecedem o início de uma arritmia18 grave.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Eletrocardiograma: Registro da atividade elétrica produzida pelo coração através da captação e amplificação dos pequenos potenciais gerados por este durante o ciclo cardíaco.
2 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
3 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
4 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
5 Imunodeficiência: Distúrbio do sistema imunológico que se caracteriza por um defeito congênito ou adquirido em um ou vários mecanismos que interferem na defesa normal de um indivíduo perante infecções ou doenças tumorais.
6 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
7 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
8 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
9 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
10 Teratogênico: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
11 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
12 Nutrição: Incorporação de vitaminas, minerais, proteínas, lipídios, carboidratos, oligoelementos, etc. indispensáveis para o desenvolvimento e manutenção de um indivíduo normal.
13 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
14 Dispnéia: Falta de ar ou dificuldade para respirar caracterizada por respiração rápida e curta, geralmente está associada a alguma doença cardíaca ou pulmonar.
15 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
16 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
17 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
18 Arritmia: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS GLUCANTIME?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.