POSOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO LAMISIL

Atualizado em 24/05/2016

A duração do tratamento varia de acordo com a indicação e a severidade da infecção1 Comprimidos
Crianças

Não há dados disponíveis sobre uso em crianças com menos de dois anos de idade (geralmente < 12 kg)
Administração em  crianças , em  dose única diária , conforme faixa de peso:
  < 20 kg    :    62,5 mg (1/2 comprimido de 125 mg)
20 a 40 kg    :    125 mg (1 comprimido de 125 mg)
> 40 kg    :    250 mg (2 comprimidos de 125 mg)
Adultos     :    250 mg, uma vez ao dia.
Infecções2 cutâneas3
Duração provável do tratamento:
Tinha dos pés (interdigital, plantar/tipo mocassim): 2 a 6 semanas.
Tinha do corpo, crural: 2 a 4 semanas.
Candidíase4 cutânea5: 2 a 4 semanas.
A cura micológica pode preceder de algumas semanas o desaparecimento completo dos sinais6 e sintomas7 da infecção1.
Infecções2 do couro cabeludo e cabelos
Duração provável do tratamento:
Tinea capitis8: 4 semanas.
Tinea capitis8 ocorre principalmente em crianças.
Onicomicose9
Na maioria dos pacientes, a duração de um tratamento bem sucedido é  de 6 semanas a 3 meses.
Pode-se prever menos de 3 meses para o tratamento de infecções2 das unhas das mãos10 ou infecções2 das unhas11 dos pés, com exceção da unha do grande artelho12, de modo particular em pacientes mais jovens com velocidade normal de crescimento das unhas11.
Nos demais casos, geralmente são suficientes 3 meses de terapia embora alguns pacientes, particularmente aqueles com infecção1 da unha do grande artelho12, possam necessitar de tratamento por 6 meses ou mais. Se for observado, durante as primeiras semanas de terapia, pouco crescimento da unha, pode-se identificar os pacientes indicados para tratamento superior a 3 meses.
Nas infecções2 fúngicas13 das unhas11, observa-se efeito clínico ótimo alguns meses após a cura micológica e a interrupção  do tratamento.
Esse efeito está relacionado com o período necessário para o crescimento de tecido14 ungueal15 sadio.


Creme
LAMISIL pode ser aplicado uma ou duas vezes ao dia. Limpe e seque cuidadosamente as áreas afetadas, antes de tratar com LAMISIL. Aplique uma camada fina de creme na pele16 afetada e na área circundante, friccionando suavemente. No caso de infecções2 intertriginosas (submamárias, interdigitais, interglúteas, ingüinais) a aplicação pode ser recoberta com gaze, especialmente à noite.
Duração provável de tratamento:
Tinha do corpo e crural: 1 a 2 semanas.
Tinha dos pés: 2 a 4 semanas; quando aplicado duas vezes ao dia, geralmente é suficiente uma semana de tratamento.
Candidíase4 cutânea5: 1 a 2 semanas.
Pitiríase versicolor: 2 semanas.
O alívio dos sintomas7 clínicos geralmente ocorre em alguns dias.
O uso irregular ou a interrupção prematura implica em risco de recorrência17. Se ao final de 2 semanas não se apresentam  sinais6 de melhora, deve-se confirmar o diagnóstico18.
Uso de LAMISIL em pessoas idosas
Não há evidências de que os pacientes de idade avançada necessitem doses diferentes ou que experimentem efeitos secundários distintos dos pacientes mais jovens. Quando se  usam os comprimidos, neste grupo etário, deve-se considerar a possibilidade de diminuição da função hepática19 ou renal20 (veja Precauções).
Uso de LAMISIL em crianças
LAMISIL, por via oral, é bem tolerado por crianças com mais de 2 anos de idade.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
4 Candidíase: É o nome da infecção produzida pela Candida albicans, um fungo que produz doença em mucosas, na pele ou em órgãos profundos (candidíase sistêmica).As infecções profundas podem ser mais freqüentes em pessoas com deficiência no sistema imunológico (pacientes com câncer, SIDA, etc.).
5 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
6 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
7 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Tinea capitis: Também conhecida como tinha da cabeça, Tinea tonsurans ou Querión de Celso é uma infecção fúngica cutânea dos cabelos e dos pelos da cabeça causada pelos fungos dermatófitos Trichophyton, Microsporum ou Favus. Ela é mais frequente em crianças, principalmente nos meninos entre 3 e 7 anos de idaide.
9 Onicomicose: Micose de unha. Apresenta-se com descolamento da borda livre da unha, espessamento, manchas brancas na superfície ou deformação da unha. Quando a micose atinge a pele ao redor da unha, causa a paroníquia (“unheiro“). O contorno ungueal fica inflamado, dolorido, inchado e avermelhado e, por consequência, altera a formação da unha, que cresce ondulada.
10 Unhas das Mãos: Lâminas córneas e finas que cobrem a superfície dorsal das falanges distais dos dedos das mãos e dos dedos dos pés dos primatas.
11 Unhas: São anexos cutâneos formados por células corneificadas (queratina) que formam lâminas de consistência endurecida. Esta consistência dura, confere proteção à extremidade dos dedos das mãos e dos pés. As unhas têm também função estética. Apresentam crescimento contínuo e recebem estímulos hormonais e nutricionais diversos.
12 Grande Artelho: Dedo Grande do Pé, vulgo dedão do pé.
13 Fúngicas: Relativas à ou produzidas por fungo.
14 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
15 Ungueal: Relativo ou pertencente à unha, garra ou casco, ou que a eles se assemelha.
16 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
17 Recorrência: 1. Retorno, repetição. 2. Em medicina, é o reaparecimento dos sintomas característicos de uma doença, após a sua completa remissão. 3. Em informática, é a repetição continuada da mesma operação ou grupo de operações. 4. Em psicologia, é a volta à memória.
18 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
19 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
20 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.

Tem alguma dvida sobre POSOLOGIA E ADMINISTRAÇÃO LAMISIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.