GRAVIDEZ E LACTAÇÃO CARBOPLATINA

Atualizado em 25/05/2016

CARBOPLATINA pode causar anormalidades fetais quando administrada em mulheres grávidas.
CARBOPLATINA, também, apresentou embriotoxicididade e teratogenicidade em ratos. Se a droga for usada durante a gravidez1, ou se a paciente ficar grávida durante o tratamento, a paciente deve ser alertada dos riscos em potencial para o feto2. Mulheres em idade fértil também devem ser avisadas sobre os riscos e devem ser aconselhadas a não engravidar durante o tratamento.

Não se sabe ao certo se CARBOPLATINA é excretada no leite materno. Devido à possibilidade de causar toxicidade3 no lactente4, recomenda-se que o aleitamento seja descontinuado durante o tratamento com CARBOPLATINA.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
3 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
4 Lactente: Que ou aquele que mama, bebê. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).

Tem alguma dvida sobre GRAVIDEZ E LACTAÇÃO CARBOPLATINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.