ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES OROXADIN

Atualizado em 25/05/2016

Gerais: Utilize com cautela em pacientes com alteração da função hepática1. Recomenda-se proceder regularmente a testes de função hepática1, inclusive alanina aminotransferase (ALT ou SGPT). O tratamento com ciprofibrato deverá ser interrompido em caso de alterações persistentes das enzimas hepáticas2. Utilize com cautela em pacientes com distúrbio da função renal3. Caso as concentrações séricas dos lipídeos não sejam satisfatoriamente controladas após vários meses de tratamento, medidas terapêuticas adicionais ou alternativas deverão ser consideradas. Gravidez4 e aleitamento: Não há evidências de que o ciprofibrato seja teratogênico5, mas sinais6 de toxicidade7 foram observados com doses altas em testes de teratogenicidade em animais. O ciprofibrato é excretado no leite de ratas que estão aleitando. Considerando que não existem dados sobre sua utilização durante a gravidez4 e lactação8 na espécie humana, o ciprofibrato está contra-indicado na gravidez4 e durante o aleitamento.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
2 Enzimas hepáticas: São duas categorias principais de enzimas hepáticas. A primeira inclui as enzimas transaminasas alaninoaminotransferase (ALT ou TGP) e a aspartato aminotransferase (AST ou TOG). Estas são enzimas indicadoras do dano às células hepáticas. A segunda categoria inclui certas enzimas hepáticas como a fosfatase alcalina (FA) e a gamaglutamiltranspeptidase (GGT) as quais indicam obstrução do sistema biliar, quer seja no fígado ou nos canais maiores da bile que se encontram fora deste órgão.
3 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
4 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
5 Teratogênico: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
6 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
7 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
8 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.

Tem alguma dúvida sobre ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES OROXADIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.