MECANISMO DE AÇÃO VINOCARD Q10

Atualizado em 25/05/2016

A coenzima Q10 tem uma ação protetora sobre o tecido1 isquêmico2 reduzindo ou impedindo lesões3 celulares tanto durante a isquemia4 propriamente dita como durante a agressão tecidual que ocorre durante a reperfusão. Durante esta situação patológica ocorrem, na ausência de elementos protetores, fenômenos como paroxidação lipídica e ativação de neutrófilos5 em decorrência do acúmulo de radicais livres. A peroxidação lipídica aumenta a liberação de ácido aracdônico, que perpetua a formação de radicais livres por ativação da ciclo-oxigenase. A ação varredora da radicais livres e a ação estabilizadora da membranas da coenzima Q10 tornam-na indicada para prevenção e tratamento de diversas patologias relacionadas à isquemia4 a reperfusão, entre as quais podemos destacar: distúrbios da microcirculação no choque6 séptico; angina7 pectoris; insuficiência cardíaca8; hipertensão arterial9; prolapso10 da válvula mitral a estenose11 aórtica. A coenzima Q10 protege ainda o tecido1 miocárdico durante a cardioplegia em cirurgia a céu aberto. Outras patologias como doenças crônicas pulmonares, doenças periodontais12, doenças musculares e doenças imunológicas parecem também ser beneficiadas com uso desta coenzima. Sabe-se que, em relação ao sistema imunológico13, a coenzima Q10 produz aumento de IgG, aumento do número de linfócitos e da atividade fagocitica dos neutrófilos5. Além disso, é conhecida a propriedade da coenzima Q10 de diminuir a viscosidade14 sangüínea e aumentar a atividade contrátil do miocárdio15.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
2 Isquêmico: Relativo à ou provocado pela isquemia, que é a diminuição ou suspensão da irrigação sanguínea, numa parte do organismo, ocasionada por obstrução arterial ou por vasoconstrição.
3 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
4 Isquemia: Insuficiência absoluta ou relativa de aporte sanguíneo a um ou vários tecidos. Suas manifestações dependem do tecido comprometido, sendo a mais frequente a isquemia cardíaca, capaz de produzir infartos, isquemia cerebral, produtora de acidentes vasculares cerebrais, etc.
5 Neutrófilos: Leucócitos granulares que apresentam um núcleo composto de três a cinco lóbulos conectados por filamenos delgados de cromatina. O citoplasma contém grânulos finos e inconspícuos que coram-se com corantes neutros.
6 Choque: 1. Estado de insuficiência circulatória a nível celular, produzido por hemorragias graves, sepse, reações alérgicas graves, etc. Pode ocasionar lesão celular irreversível se a hipóxia persistir por tempo suficiente. 2. Encontro violento, com impacto ou abalo brusco, entre dois corpos. Colisão ou concussão. 3. Perturbação brusca no equilíbrio mental ou emocional. Abalo psíquico devido a uma causa externa.
7 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
8 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
9 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
10 Prolapso: Deslocamento de um órgão ou parte dele de sua localização ou aspecto normal. P.ex. prolapso da válvula mitral, prolapso uterino, etc.
11 Estenose: Estreitamento patológico de um conduto, canal ou orifício.
12 Periodontais: Relativo ao ou próprio do tecido em torno dos dentes, o periodonto. O periodonto é o tecido conjuntivo que fixa o dente no alvéolo.
13 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
14 Viscosidade: 1. Atributo ou condição do que é viscoso; viscidez. 2. Resistência que um fluido oferece ao escoamento e que se deve ao movimento relativo entre suas partes; atrito interno de um fluido.
15 Miocárdio: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sangüíneo. Sinônimos: Músculo Cardíaco; Músculo do Coração

Tem alguma dvida sobre MECANISMO DE AÇÃO VINOCARD Q10?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.