REAÇÕES ADVERSAS DIMERCAPROL

Atualizado em 25/05/2016

As reações mais frequentes são: taquicardia1, aumento da pressão arterial2, dor no local da injeção3 e hálito desagradável.

Menos frequentemente pode ocorrer tremores, dor abdominal, dor na região lombar4, abscessos5 (geralmente estéreis) no local da injeção3. Para evitar a formação de abscessos5, deve-se administrar as injeções por via intramuscular profunda, alternando-se os locais de aplicação6.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
2 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
3 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
4 Região Lombar:
5 Abscessos: Acumulação de pus em uma cavidade formada acidentalmente nos tecidos orgânicos, ou mesmo em órgão cavitário, em consequência de inflamação seguida de infecção.
6 Locais de aplicação: Locais do corpo onde a insulina é geralmente injetada.

Tem alguma dvida sobre REAÇÕES ADVERSAS DIMERCAPROL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.