PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS DERMOMAX

Atualizado em 28/05/2016
A aplicação do
DERMOMAX® (lidocaína) creme em áreas
mais extensas ou por períodos mais prolongados
que os recomendados, poderá resultar
em absorção suficiente da lidocaína para
provocar graves efeitos adversos. Evitar contato
com os olhos1. Se houver contato com
os olhos1, lave imediatamente os olhos1 com
água ou soro2 fisiológico3 e proteja-os até a
volta da sensibilidade. Não aplicar sobre a
pele4 irritada ou se houver irritação excessiva.
Se a condição piorar, ou se os sintomas5
permanecerem inalterados por mais de sete
dias, ou se desaparecerem e se manifestarem
novamente dentro de poucos dias,
interrompa o uso deste produto e consulte
um médico. Não usar em grandes quantidades,
especialmente sobre áreas com
escoriações6 ou bolhas. Em caso de ingestão
acidental, deve-se procurar auxílio profissional
ou contatar imediatamente um centro
de controle de envenenamentos. Ao aplicar
DERMOMAX® (lidocaína) creme, o paciente
deverá estar ciente de que a produção de
analgesia dérmica pode estar acompanhada
do bloqueio de todas as sensações na área
da pele4 tratada. Por essa razão, o paciente
deverá evitar traumas acidentais à área
tratada como arranhar, esfregar ou expor a
região a temperaturas excessivamente quentes
ou frias até a recuperação completa da
sensibilidade.
Embora a incidência7 de reações adversas
sistêmicas com DERMOMAX® (lidocaína)
creme seja muito baixa, todos os cuidados
Dermomax®
lidocaína
4%
Creme dermatológico
deverão ser tomados, especialmente quando
se aplicar o produto sobre áreas extensas
e o creme for mantido no local por duas
ou mais horas. Acredita-se que a incidência7
de reações adversas sistêmicas seja diretamente
proporcional à área de aplicação e
ao tempo de exposição.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Olhos:
2 Soro: Chama-se assim qualquer líquido de características cristalinas e incolor.
3 Fisiológico: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
4 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Escoriações: Ato ou efeito de escoriar-se; esfolar-se, ferir-se.
7 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS DERMOMAX?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.