FARMACODINÂMICA FLOTAC

Atualizado em 28/05/2016

Classe terapêutica1: Antiinflamatório não esteroidal.FLOTAC contém como princípio ativo o diclofenaco, um conhecido antiinflamatório não-esteróide com nítidas propriedades anti-reumáticas, analgésicas, antiinflamatórias e antipiréticas.
O efeito clínico é demonstrado pelo acentuado alívio da dor e dos sinais2 e sintomas3 tais como, dor em repouso e movimento, rigidez matinal, inchaço4 articular e também melhora funcional.
Em caso de dismenorréia5 primária, o diclofenaco não só reduz a dor mas também é capaz de diminuir o sangramento.
Atribui-se a pronunciada ação analgésica, antiinflamatória e antipirética do diclofenaco principalmente à inibição da enzima6 cicloxigenase, responsável pela produção de prostaglandinas7 e tromboxano a partir do ácido araquidônico. As prostaglandinas7 são importantes mediadoras da inflamação8, da dor e febre9.
Nas concentrações in vitro, que correspondem aos valores atingidos no homem, o diclofenaco não causa inibição da síntese de proteoglicanos na cartilagem10.
Em vários modelos animais e in vitro foi testada a atividade dos metabólitos11 originados do diclofenaco. O 4-hidroximetabólito é importante quanto à atividade; de acordo com o modelo animal, este possui ação antiinflamatória ou analgésica 20 a 40 vezes menor que a substância inalterada.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
2 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Inchaço: Inchação, edema.
5 Dismenorréia: Dor associada à menstruação. Em uma porcentagem importante de mulheres é um sintoma normal. Em alguns casos está associada a doenças ginecológicas (endometriose, etc.).
6 Enzima: Proteína produzida pelo organismo que gera uma reação química. Por exemplo, as enzimas produzidas pelo intestino que ajudam no processo digestivo.
7 Prostaglandinas: É qualquer uma das várias moléculas estruturalmente relacionadas, lipossolúveis, derivadas do ácido araquidônico. Ela tem função reguladora de diversas vias metabólicas.
8 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
9 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
10 Cartilagem: Tecido resistente e flexível, de cor branca ou cinzenta, formado de grandes células inclusas em substância que apresenta tendência à calcificação e à ossificação.
11 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.

Tem alguma dúvida sobre FARMACODINÂMICA FLOTAC?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.