RISCOS BENZOILMETRONIDAZOL

Atualizado em 28/05/2016

Contra-indicações: Não pode ser usado em pacientes com histórico de hipersensibilidade ao
metronidazol, derivados imidazólicos ou a outros componentes da formulação.
Advertências e precauções: O tratamento deve ser descontinuado em caso de ataxia1, vertigem2,
alucinações3 ou confusão mental. Precauções apropriadas em pacientes com neuropatias
periféricas ou centrais, severas, estáveis ou em evolução, devido ao risco de deterioração
neurológica. Durante o tratamento com benzoilmetronidazol deve-se evitar o consumo de bebidas
alcoólicas ou de medicamentos que contenham álcool em sua formulação devido ao fato de
ocorrer sensação de calor, vermelhidão, vômito4 e taquicardia5. Pacientes com insuficiência6
hepática7 severa metabolizam o metronidazol lentamente, com conseqüente acúmulo da droga e
de seus metabólitos8 no plasma9. Recomenda-se, portanto, que sejam administradas doses
menores que as habituais nestes pacientes. O tratamento com benzoilmetronidazol pode causar
ou acentuar os sintomas10 de candidíase11, requerendo tratamento específico. Recomenda-se a
monitorização da contagem leucocitária diferencial em pacientes com história de discrasia
sangüínea que estão recebendo altas doses e ou tratamento prolongado com
benzoilmetronidazol. Em caso de ocorrência de leucopenia12, deve-se avaliar a relação
risco/benefício da continuação do tratamento com metronidazol. Devido ao risco do
benzoilmetronidazol causar confusão, tontura13, alucinações3, convulsões ou alterações visuais
transitórias, recomenda-se cautela em pacientes que dirigem veículos ou operam máquinas.
"A substância nitroimidazol produziu o aparecimento de câncer14 em experimentação com
animais, portanto, deve ser considerado como potencialmente perigoso a seres humanos".
Gravidez15 e lactação16:
O tratamento com metronidazol durante a gravidez15 deve ser avaliado,
através da relação risco/benefício para o paciente, uma vez que o medicamento atravessa a
barreira placentária e seus efeitos são ainda desconhecidos. Não se deve amamentar durante o
tratamento com metronidazol, visto que o mesmo é excretado no leite materno.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Ataxia: Reflete uma condição de falta de coordenação dos movimentos musculares voluntários podendo afetar a força muscular e o equilíbrio de uma pessoa. É normalmente associada a uma degeneração ou bloqueio de áreas específicas do cérebro e cerebelo. É um sintoma, não uma doença específica ou um diagnóstico.
2 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.
3 Alucinações: Perturbações mentais que se caracterizam pelo aparecimento de sensações (visuais, auditivas, etc.) atribuídas a causas objetivas que, na realidade, inexistem; sensações sem objeto. Impressões ou noções falsas, sem fundamento na realidade; devaneios, delírios, enganos, ilusões.
4 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
5 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
6 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
7 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
8 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
9 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
11 Candidíase: É o nome da infecção produzida pela Candida albicans, um fungo que produz doença em mucosas, na pele ou em órgãos profundos (candidíase sistêmica).As infecções profundas podem ser mais freqüentes em pessoas com deficiência no sistema imunológico (pacientes com câncer, SIDA, etc.).
12 Leucopenia: Redução no número de leucócitos no sangue. Os leucócitos são responsáveis pelas defesas do organismo, são os glóbulos brancos. Quando a quantidade de leucócitos no sangue é inferior a 6000 leucócitos por milímetro cúbico, diz-se que o indivíduo apresenta leucopenia.
13 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
14 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
15 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
16 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.

Tem alguma dúvida sobre RISCOS BENZOILMETRONIDAZOL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.