INTERAÇÕES TASMAR

Atualizado em 28/05/2016

Ligação às Proteínas1: Embora o tolcapone seja altamente ligado às proteínas1, estudos in vitro mostraram que o tolcapone não deslocou outras drogas de seus sítios de ligação em concentrações terapêuticas.

Drogas Metabolizadas pela Catecol-O-metil-transferase (COMT)

O Tasmar® pode influenciar a farmacocinética das drogas metabolizadas pela COMT.Entretanto, não foi observado nenhum efeito sobre a farmacocinética do substrato da COMT, a carbidopa. Não foi avaliado o efeito do tolcapone sobre a farmacocinética de outras drogas deste grupo, tais como a a-metildopa, dobutamina, apomorfina, epinefrina e isoproterenol. Deve-se considerar a redução da dose destes compostos quando forem administrados concomitantemente
com Tasmar®.

Efeitos do tolcapone sobre o Metabolismo2 de Outras Drogas

Devido à sua afinidade pelo citocromo P450 2C9 in vitro, o tolcapone pode interferir com drogas cuja depuração seja dependente desta via metabólica, tais como a tolbutamida e a warfarina. Em um estudo de interação, o tolcapone não alterou a farmacocinética da tolbutamida.
Assim, não parece provável que hajam interações clinicamente relevantes envolvendo o citocromo P450 2C9.
Considerando que as informações clínicas referentes à combinação de warfarina com tolcapone são limitadas, os parâmetros de coagulação3 devem ser monitorados quando estas drogas forem administradas concomitantemente.
É improvável que ocorram interações medicamentosas decorrentes de competição pela glicuronidação, uma vez que o fígado4 apresenta alta capacidade de glicuronidação. O tolcapone não alterou a farmacocinética da desipramina, embora ambas as drogas compartilhem a glicuronidação como suas principais vias metabólicas.

Drogas que Aumentam as Catecolaminas

Uma vez que o tolcapone interfere no metabolismo2 das catecolaminas, são teoricamente possíveis interações com outras drogas que afetam os níveis de catecolamina.
O tolcapone não exerceu influência sobre o efeito da efedrina, uma droga simpatomimética indireta, sobre os parâmetros hemodinâmicos ou sobre os níveis plasmáticos das catecolaminas, tanto em repouso como durante exercícios. Uma vez que o tolcapone não alterou a tolerabilidade da efedrina, estas drogas podem ser administradas concomitantemente.
Não houve alterações significativas na pressão sangüínea5, pulso e concentrações plasmáticas de desipramina quando Tasmar® foi administrado junto com levodopa/carbidopa e desipramina. No geral, a freqüência dos efeitos adversos aumentou ligeiramente. Estes efeitos adversos estavam previstos com base nas reações adversas conhecidas de cada uma das três drogas individualmente. Portanto, deve-se tomar cuidado ao administrar desipramina em pacientes com
síndrome6 de Parkinson tratados com Tasmar® e preparados de levodopa.

Em estudos clínicos, os pacientes que receberam Tasmar®/preparados de levodopa relatam um perfil semelhante de efeitos adversos independentemente de terem recebido concomitantemente selegilina (um inibidor da MAO7-B). Não existem dados disponíveis a respeito da combinação de Tasmar® e inibidores da MAO7-A e, por conseguinte, tal combinação deve ser administrada com cautela.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
2 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
3 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
4 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
5 Pressão sangüínea: Força exercida pelo sangue arterial por unidade de área da parede arterial. É expressa como uma razão (Exemplo: 120/80, lê-se 120 por 80). O primeiro número é a pressão sistólica ou pressão máxima. E o segundo número é a presão diastólica ou mínima.
6 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
7 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES TASMAR?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.