PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS CETAZ IM/IV

Atualizado em 28/05/2016

Gerais: Como para os demais antibióticos beta-lactâmicos, antes de instituir a terapia com o produto, deve-se pesquisar a história de reações de hipersensibilidade à Ceftazidima, às cefalosporinas, penicilinas ou outras drogas. Deve ser administrado com cautela especial a pacientes com história de reações alérgicas imediatas (Tipo I) à penicilinas. Na eventualidade de ocorrência de reação alérgica1 ao produto, interromper a terapia. Reações mais graves de hipersensibilidade podem requerer o uso de adrenalina2, hidrocortisona, anti-histamínicos ou a adoção de outras medidas de emergência3.
Embora não haja evidência de que o produto comprometa a função renal4 nas doses terapêuticas, é necessário, como no caso de qualquer antibiótico eliminado pelos rins5, diminuir a dose de acordo com o grau de redução da funcionalidade renal4, para evitar as conseqüências clínicas de níveis elevados do antibiótico, como, por exemplo, convulsões.
Como os demais antibióticos de largo espectro, o uso prolongado de CETAZ pode resultar no aparecimento de microrganismos não-sensíveis (candida e enterococos), o que pode requerer interrupção do tratamento ou medidas apropriadas. A avaliação repetida da condição do paciente é essencial.
O risco benefício deve ser considerado quando já existem problemas de desordens hemorrágicas6, pois as cefalosporinas podem causar hipoprotrombinemia e, possivelmente, sangramento, em casos de doenças gastrointestinais, especialmente colite7 ulcerativa, enterite regional ou colites associada a antibióticos  o que pode causar colite7 pseudomembranosa.
Gravidez8: Ainda que não haja evidência experimental de efeitos embriopáticos ou teratogênicos9, a administração da Ceftazidima como qualquer outro medicamento, deve ser feita com cuidado nos primeiros meses de gestação, após avaliação criteriosa dos benefícios contra os possíveis riscos.
Amamentação10: A Ceftazidima é excretada em pequenas proporções pelo leite materno e, como tal, aconselha-se precaução quando de sua administração a lactantes11.
Pediatria: Assim como para os adultos, o clearance de creatinina12 deve ser ajustado de acordo com a superfície corporal ou massa corporal ideal, e a freqüência das doses deve ser reduzida em casos de insuficiência renal13.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Reação alérgica: Sensibilidade a uma substância específica, chamada de alérgeno, com a qual se entra em contato por meio da pele, pulmões, deglutição ou injeções.
2 Adrenalina: 1. Hormônio secretado pela medula das glândulas suprarrenais. Atua no mecanismo da elevação da pressão sanguínea, é importante na produção de respostas fisiológicas rápidas do organismo aos estímulos externos. Usualmente utilizado como estimulante cardíaco, como vasoconstritor nas hemorragias da pele, para prolongar os efeitos de anestésicos locais e como relaxante muscular na asma brônquica. 2. No sentido informal significa disposição física, emocional e mental na realização de tarefas, projetos, etc. Energia, força, vigor.
3 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
4 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
5 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
6 Hemorrágicas: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
7 Colite: Inflamação da porção terminal do cólon (intestino grosso). Pode ser devido a infecções intestinais (a causa mais freqüente), ou a processos inflamatórios diversos (colite ulcerativa, colite isquêmica, colite por radiação, etc.).
8 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
9 Teratogênicos: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
10 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
11 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
12 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
13 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS CETAZ IM/IV?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.