REAÇÕES ADVERSAS BIOCARBO

Atualizado em 28/05/2016
Toxicidade1 hematológica: a mielossupressão éa toxicidade1 dose-limitante da BIOCARBO (carboplatina).
Nas doses máximas toleradas como
agente único, ocorre trombocitopenia2 com nível
plaquetário abaixo de 50.000/mm; em 34% dos
pacientes. Este nível aparece entre os dias 14 e
21, recuperando-se após 35 dias do início da terapia.
Aparece, também, leucopenia3 com menos
de 2.000/mm, em 20% dos pacientes entre os dias
14 e 28, recuperando-se após 42 dias da administração.
Observou-se, também, uma diminuição
dos níveis de hemoglobina4, abaixo de 9,5 g/dl em
48% dos pacientes.
Todas essas reações são mais graves em pacientes
com insuficiência renal5 prévia, capacidade
física abalada e indivíduos acima de 65 anos.
A mielossupressão é reversível quando se usa a
BIOCARBO (carboplatina) isoladamente.
Está descrita, também, a aparição de complicações
infecciosas e hemorrágicas6 em 4 a 6% dos
pacientes tratados com BIOCARBO (carboplatina).
Nefrotoxicidade7: podem aparecer níveis elevados
de uréia8 e creatinina9 em 15% dos pacientes.
A incidência10 e intensidade da nefrotoxicidade7 estão
relacionadas com insuficiência renal5 prévia ao
tratamento com BIOCARBO (carboplatina). Quando
existem alterações graves da função renal11, o
tratamento deve ser interrompido. Dano renal11 é
verificado pela diminuição do clearance de creatinina9,
abaixo de 60mL/min. Pode também ocorrer
diminuição do magnésio, cálcio e potássio séricos.
Toxicidade1 gastrintestinal: 25% dos pacientes
apresentam náuseas12 e vômitos13, que respondem
à terapêutica14 antiemética, geralmente desaparecendo
em 24 horas. Esta terapêutica14 pode, igualmente,
prevenir o aparecimento dos sintomas15.
Podem ocorrer diarréia16 e constipação17.
Reações alérgicas: não são freqüentes estas
reações com a BIOCARBO (carboplatina) (menos
de 2%). São semelhantes às observadas com
outros compostos à base de platina, ou seja, erupção18
eritematosa19, febre20 sem causa aparente, prurido21,
broncoespasmo22 e hipotensão23.
Ototoxicidade24: pode aparecer diminuição da
acuidade auditiva para freqüências altas (4.000 a
8.000 Hz) em 15% dos pacientes. Somente 1%
dos pacientes referem sintomas15 clínicos, como
tinitus.
Neurotoxicidade: O aparecimento de neuropatia25
periférica após administração da BIOCARBO (carboplatina)
situa-se em torno de 6%. Na maioria
dos pacientes, a neurotoxicidade se limita a parestesias26
e hiporreflexia tendinosa.
As neuropatias prévias ao tratamento poderão
agravar-se com a terapia com BIOCARBO (carboplatina).
Outros efeitos indesejáveis: cerca de um terço
dos pacientes manifestam anomalias nas provas
de função hepática27 (fosfatase alcalina28, SGOT e
SGPT e bilirrubina29) que desaparecem espontaneamente
ou ao longo do tratamento. Raramente
perda transitória da visão30, fraqueza, alopécia31,
efeitos genitourinários, dor, astenia32, etc.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
2 Trombocitopenia: É a redução do número de plaquetas no sangue. Contrário de trombocitose. Quando a quantidade de plaquetas no sangue é inferior a 150.000/mm³, diz-se que o indivíduo apresenta trombocitopenia (ou plaquetopenia). As pessoas com trombocitopenia apresentam tendência de sofrer hemorragias.
3 Leucopenia: Redução no número de leucócitos no sangue. Os leucócitos são responsáveis pelas defesas do organismo, são os glóbulos brancos. Quando a quantidade de leucócitos no sangue é inferior a 6000 leucócitos por milímetro cúbico, diz-se que o indivíduo apresenta leucopenia.
4 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
5 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
6 Hemorrágicas: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
7 Nefrotoxicidade: É um dano nos rins causado por substâncias químicas chamadas nefrotoxinas.
8 Ureia: 1. Resíduo tóxico produzido pelo organismo, resulta da quebra de proteínas pelo fígado. É normalmente removida do organismo pelos rins e excretada na urina. 2. Substância azotada. Composto orgânico cristalino, incolor, de fórmula CO(NH2)2 (ou CH4N2O), com um ponto de fusão de 132,7 °C.
9 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
10 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
11 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
12 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
13 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
14 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
15 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
16 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
17 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
18 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
19 Eritematosa: Relativo a ou próprio de eritema. Que apresenta eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
20 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
21 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
22 Broncoespasmo: Contração do músculo liso bronquial, capaz de produzir estreitamento das vias aéreas, manifestado por sibilos no tórax e falta de ar. É uma contração vista com freqüência na asma.
23 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
24 Ototoxicidade: Dano causado aos sistemas coclear e/ou vestibular resultante de exposição a substâncias químicas.
25 Neuropatia: Doença do sistema nervoso. As três principais formas de neuropatia em pessoas diabéticas são a neuropatia periférica, neuropatia autonômica e mononeuropatia. A forma mais comum é a neuropatia periférica, que afeta principalmente pernas e pés.
26 Parestesias: São sensações cutâneas subjetivas (ex.: frio, calor, formigamento, pressão, etc.) que são vivenciadas espontaneamente na ausência de estimulação.
27 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
28 Fosfatase alcalina: É uma hidrolase, ou seja, uma enzima que possui capacidade de retirar grupos de fosfato de uma distinta gama de moléculas, tais como nucleotídeos, proteínas e alcaloides. Ela é sintetizada por diferentes órgãos e tecidos, como, por exemplo, os ossos, fígado e placenta.
29 Bilirrubina: Pigmento amarelo que é produto da degradação da hemoglobina. Quando aumenta no sangue, acima de seus valores normais, pode produzir uma coloração amarelada da pele e mucosas, denominada icterícia. Pode estar aumentado no sangue devido a aumento da produção do mesmo (excesso de degradação de hemoglobina) ou por dificuldade de escoamento normal (por exemplo, cálculos biliares, hepatite).
30 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
31 Alopécia: Redução parcial ou total de pêlos ou cabelos em uma determinada área de pele. Ela apresenta várias causas, podendo ter evolução progressiva, resolução espontânea ou ser controlada com tratamento médico. Quando afeta todos os pêlos do corpo, é chamada de alopécia universal.
32 Astenia: Sensação de fraqueza, sem perda real da capacidade muscular.

Tem alguma dúvida sobre REAÇÕES ADVERSAS BIOCARBO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.