REAÇÕES ADVERSAS DDAVP

Atualizado em 24/05/2016

Uma pequena porcentagem de pacientes tratados pode apresentar dor de cabeça1, fadiga2, náusea3 e dor estomacal. Tratamento sem a restrição concomitante da ingestão de líquido pode levar à retenção de água com acompanhamento de sinais4 e sintomas5 (redução do sódio sérico, ganho de peso e, em casos mais sérios, convulsões). Injetável: Comuns (> 1/100): Geral: Dor de cabeça1. Com altas doses: Fadiga2. Circulatório (com altas doses): Queda passageira na pressão sangüínea6 com taquicardia7 reflexa e rubor no momento da administração. Raros (< 1/1.000): Geral (com altas doses): Tontura8. Spray nasal/solução intranasal: Comuns (> 1/100): Geral: Dor de cabeça1. Gastrintestinais: Dor estomacal, náusea3. Trato respiratório superior: Congestão nasal/rinite9, epistaxe10. Menos comuns (1/100-1/1.000): Pele11: Reações alérgicas ao conservante. Comprimidos: Dor de cabeça1, náusea3, dor de estômago12 ou epistaxe10.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Cabeça:
2 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
3 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
4 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Pressão sangüínea: Força exercida pelo sangue arterial por unidade de área da parede arterial. É expressa como uma razão (Exemplo: 120/80, lê-se 120 por 80). O primeiro número é a pressão sistólica ou pressão máxima. E o segundo número é a presão diastólica ou mínima.
7 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
8 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
9 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
10 Epistaxe: Hemorragia de origem nasal.
11 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
12 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.

Tem alguma dúvida sobre REAÇÕES ADVERSAS DDAVP?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.