FARMACOLOGIA HUMANA MAXAQUIN

Atualizado em 25/05/2016

                    Após administração oral lomefloxacina é rapidamente e bem absorvida do trato gastrintestinal, alcançando níveis séricos úteis a partir de meia hora e atingindo a concentração mais alta em 4 horas, com meia vida séirca de 7-8 horas. Subsequênte a uma dose única ou doses múltiplas diárias de 400 mg, concentrações urinárias são superiores a 300 mcg/ml nas 4 horas após a dose e permanecem acima de 35 mcg/ml durante pelo menos 24 horas após a dose. A excreção urinária completa-se virtualmente dentro de 72 horas após o término da dosagem, com aproximadamente 65% da dose sendo recuperada na forma inalterada ou seu metabólito1 glucorônico.
Os estudos farmacocinéticos revelam que a lomefloxacina tem a propriedade de difundir-se em muitos tecidos. exercendo sua atividade antimicrobiana em diversos órgãos com aparelho urinário2, pulmão3, pele4 e tecido5 celular subcutâneo6, fígado7, trato gastrintestinal e próstata8.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
Aparelho urinário
2 Aparelho urinário: O aparelho urinário é constituído pelos rins, pelos ureteres e pela bexiga. Ele remove os resíduos do sangue, mantêm o equilíbrio de água e eletrólitos, armazena e transporta a urina.
3 Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.
4 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
5 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
6 Subcutâneo: Feito ou situado sob a pele. Hipodérmico.
7 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
8 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.

Tem alguma dúvida sobre FARMACOLOGIA HUMANA MAXAQUIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.