PRECAUÇÕES EMLA DISCO

Atualizado em 25/05/2016

EMLA (lidocaína-prilocaína) não deve ser aplicado em feridas nem na mucosa1 genital de crianças, devido a insuficientes dados sobre sua absorção. Em pacientes com dermatite2 atópica deve-se ter cautela ao aplicar EMLA (lidocaína-prilocaína). Pode ser suficiente um menor tempo de aplicação (15-30 minutos). Ao ser utilizado perto dos olhos3, cuidados adicionais devem ser tomados, pois pode ocorrer irritação da córnea4. Caso o contato ocorra, lavar o olho5 com água ou solução de cloreto de sódios 0,9% e protegê-lo contra injúrias até o retorno das sensações. Até que uma documentação clínica mais ampla estaja disponível, EMLA (lidocaína-prilocaína) não deve ser utilizado em: crianças menores de 3 meses de idade; crianças entre 3 e 12 meses de idade que estejam sendo tratadas com substâncias indutoras de metemoglobinemia, como por exemplo: sulfonamidas (ver Reações adversas). Doses repetidas deste produto podem aumentar os níveis sangüíneos de lidocaína e prilocaína. Este medicamento deve ser usado com precaução em pacientes que podem ser mais sensíveis aos efeitos sistêmicos6 da lidocaína e da prilocaína, incluindo pacientes com doença aguda, debilitados ou idosos. Pacientes alérgicos aos derivados do ácido para-aminobenzóico (procaína, tetracaína, benzocaína, etc.) não têm mostrado reação cruzada à lidocaína e (ou) à prilocaína; no entanto este produto deve ser usado com precaução em pacientes com história de sensibilidade a drogas, especialmente se o agente etiológico7 for incerto. Pacientes com doença hepática8 severa têm maior risco de desenvolver concentrações plasmáticas tóxicas de lidocaína e prilocama, devido à inabilidade de metabolizar normalmente os anestésicos locais.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
2 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
3 Olhos:
4 Córnea: Membrana fibrosa e transparente presa à esclera, constituindo a parte anterior do olho.
5 Olho: s. m. (fr. oeil; ing. eye). Órgão da visão, constituído pelo globo ocular (V. este termo) e pelos diversos meios que este encerra. Está situado na órbita e ligado ao cérebro pelo nervo óptico. V. ocular, oftalm-. Sinônimos: Olhos
6 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
7 Etiológico: Relativo à etiologia; que investiga a causa e origem de algo.
8 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES EMLA DISCO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.