USO DURANTE A GRAVIDEZ E LACTAÇÃO EMLA DISCO

Atualizado em 25/05/2016

A lidocaína e a prilocaína atravessam a barreira placentária e podem penetrar nos tecidos fetais. Não têm sido relatados distúrbios específicos no processo de reprodução1, tais como aumento de incidência2 de malformações3 ou outros efeitos maléficos diretos ou indiretos na teta. A lidocaína e, provavelmente, a prilocaína são excretadas pelo leite materno; entretanto geralmente não há risco de causar reações adversas no lactente4 quando utilizadas as doses terapêuticas recomendadas, uma vez que as quantidades excretadas são pequenas.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
2 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
3 Malformações: 1. Defeito na forma ou na formação; anomalia, aberração, deformação. 2. Em patologia, é vício de conformação de uma parte do corpo, de origem congênita ou hereditária, geralmente curável por cirurgia. Ela é diferente da deformação (que é adquirida) e da monstruosidade (que é incurável).
4 Lactente: Que ou aquele que mama, bebê. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).

Tem alguma dúvida sobre USO DURANTE A GRAVIDEZ E LACTAÇÃO EMLA DISCO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.