INFORMAÇÕES AO PACIENTE ENDRONAX

Atualizado em 25/05/2016

Ação esperada do medicamento: o alendronato de sódio é um inibidor altamente eficaz da reabsorção óssea mediada pelos osteoclastos1 e aumenta a massa esquelética total, tanto na coluna vertebral2 como no colo do fêmur3, nos quadris e no terço distal4 do rádio5, zonas importantes e onde as fraturas osteoporóticas são comumente encontradas.Cuidados de armazenamento: mantenha os comprimidos de ENDRONAX® na embalagem original, à temperatura ambiente (15ºC a 30ºC), em local seco e protegido da luz.
Prazo de validade: o prazo de validade de ENDRONAX® 10 mg comprimidos é de 24 meses após a data de fabricação impressa no cartucho. ENDRONAX® 70 mg possui um prazo de validade de 18 meses. Não use qualquer medicamento com o prazo de validade vencido.
Gravidez6 e lactação7: ENDRONAX® não deve ser utilizado durante a gravidez6 e lactação7.
Informe seu médico sobre a ocorrência de gravidez6 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando.
Cuidados de administração: siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os
horários, as doses e a duração do tratamento. Não se automedique.
Você deve tomar os comprimidos de ENDRONAX® de preferência pela manhã, em jejum, com um copo cheio de água (não pode ser outro líquido). Não ingerir com água mineral. Não tome outros medicamentos junto com ENDRONAX®. Não se deite após a tomada e espere no mínimo 30 minutos para ingerir o desjejum ou outra alimentação matinal.
Se você estiver fazendo uso de ENDRONAX® 70 mg, escolha um dia na semana que lhe seja mais conveniente e siga as instruções acima para sua tomada. Caso se esqueça de tomar ENDRONAX® 70 mg no dia correto, tome-o na manhã do dia seguinte ao que você se lembrar. Não tome dois comprimidos no mesmo dia.
Interrupção do tratamento: Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu
médico.
Reações adversas: informe seu médico caso apresente reações alérgicas, náuseas8, vômitos9, dor de estômago10 ou dor abdominal, dor de cabeça11, diarréia12 ou constipação13 intestinal durante o tratamento. Informe igualmente caso você sofra ou tenha sofrido de insuficiência renal14, úlcera gástrica15 ou duodenal ou esofagite16.
Informe seu médico sobre o aparecimento de reações desagradáveis.
"TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS
CRIANÇAS".
Ingestão concomitante com outras substâncias: jamais tome ENDRONAX® junto às
refeições, ou com leite, ou ainda com outros medicamentos, principalmente os antiácidos17 estomacais, pois irá prejudicar a sua absorção.
Contra-indicações e precauções: Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
ENDRONAX® é contra-indicado para pessoas que:
Tenham hipersensibilidade conhecida à qualquer componente da formulação;
Tenham problemas de esôfago18;
Sejam incapazes de se manterem em pé ou sentadas por no mínimo 30 minutos;
Hipocalcemia19.
ENDRONAX® não deve ser administrado à mulheres grávidas, mulheres que estejam
amamentando e à crianças por não existirem estudos sobre seu uso por esses grupos.
"NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER
PERIGOSO PARA SUA SAÚDE20".

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Osteoclastos: Célula que garante a destruição do tecido ósseo.
2 Coluna vertebral:
3 Colo do Fêmur: Porção comprimida do osso da coxa entre cabeça do fêmur e trocanter.
4 Distal: 1. Que se localiza longe do centro, do ponto de origem ou do ponto de união. 2. Espacialmente distante; remoto. 3. Em anatomia geral, é o mais afastado do tronco (diz-se de membro) ou do ponto de origem (diz-se de vasos ou nervos). Ou também o que é voltado para a direção oposta à cabeça. 4. Em odontologia, é o mais distante do ponto médio do arco dental.
5 Rádio:
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
8 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
9 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
10 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
11 Cabeça:
12 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
13 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
14 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
15 Úlcera gástrica: Lesão na mucosa do estômago. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100 % dos casos.
16 Esofagite: Inflamação da mucosa esofágica. Pode ser produzida pelo refluxo do conteúdo ácido estomacal (esofagite de refluxo), por ingestão acidental ou intencional de uma substância tóxica (esofagite cáustica), etc.
17 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
18 Esôfago: Segmento muscular membranoso (entre a FARINGE e o ESTÔMAGO), no TRATO GASTRINTESTINAL SUPERIOR.
19 Hipocalcemia: É a existência de uma fraca concentração de cálcio no sangue. A manifestação clínica característica da hipocalcemia aguda é a crise de tetania.
20 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.

Tem alguma dvida sobre INFORMAÇÕES AO PACIENTE ENDRONAX?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.