PRECAUÇÕES BONALEN

Atualizado em 25/05/2016

Gerais: BONALEN deve ser ingerido com um copo cheio de água, para garantir sua chegada ao estômago1. Distúrbios nos metabolismos do cálcio e mineral, carência de vitamina2 D e hipocalcemia3 devem ser completamente tratados antes de iniciar-se terapia com BONALEN. Outras causas para osteoporose4, além da deficiência de estrogênio e do envelhecimento, devem ser consideradas. Insuficiência renal5: Por falta de maior experiência clínica, não se recomenda o uso de BONALEN em pacientes com insuficiência renal5 grave. Gastrintestinais: O risco do aparecimento de reações adversas graves no esôfago6 pode ser maior em pacientes que se deitam após ingerir alendronato sódico, e(ou) em pacientes que não tomam o comprimido com o copo cheio de água, e(ou) em pacientes que continuam tomando alendronato sódico após desenvolver os sintomas7 indicativos de irritação esofagiana. Devido aos possíveis efeitos irritantes do alendronato sódico sobre a mucosa8 gastrintestinal superior, deve-se ter cautela quando for administrado a pacientes com problemas gastrintestinais superiores ativos, como disfagia9, doenças esofagianas, gastrite10, duodenite ou úlceras11. Para facilitar a chegada ao estômago1 e assim reduzir o potencial de irritação esofagiana, os pacientes devem ser instruídos a tomar alendronato sódico com um copo cheio de água e não se deitar por pelo menos 30 minutos e até terem a primeira refeição do dia. Os pacientes devem ser especialmente instruídos a não tomar alendronato sódico na hora de dormir ou antes de se levantar. Os pacientes devem ser informados de que se não seguirem estas instruções podem ter um aumento dos riscos de problemas esofagianos. Os pacientes devem ser instruídos de que se desenvolverem sintomas7 de doenças esofagianas (como dificuldade ou dor ao engolir, dor retroesternal ou azia12) devem parar de tomar alendronato sódico e procurar o médico. Gravidez13 ou aleitamento: Não há estudos do uso de alendronato sódico em mulheres grávidas ou que estejam amamentando; portanto, BONALEN não deve ser administrado a elas. Pediatria: O alendronato sódico não foi estudado em crianças; assim, BONALEN não deve ser administrado na idade pediátrica. Geriatria: Estudos com alendronato sódico em idosos mostraram não haver diferenças de eficácia e segurança relacionados à idade.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
2 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
3 Hipocalcemia: É a existência de uma fraca concentração de cálcio no sangue. A manifestação clínica característica da hipocalcemia aguda é a crise de tetania.
4 Osteoporose: Doença óssea caracterizada pela diminuição da formação de matriz óssea que predispõe a pessoa a sofrer fraturas com traumatismos mínimos ou mesmo na ausência deles. É influenciada por hormônios, sendo comum nas mulheres pós-menopausa. A terapia de reposição hormonal, que administra estrógenos a mulheres que não mais o produzem, tem como um dos seus objetivos minimizar esta doença.
5 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
6 Esôfago: Segmento muscular membranoso (entre a FARINGE e o ESTÔMAGO), no TRATO GASTRINTESTINAL SUPERIOR.
7 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
9 Disfagia: Sensação consciente da passagem dos alimentos através do esôfago. Pode estar associado a doenças motoras, inflamatórias ou tumorais deste órgão.
10 Gastrite: Inflamação aguda ou crônica da mucosa do estômago. Manifesta-se por dor na região superior do abdome, acidez, ardor, náuseas, vômitos, etc. Pode ser produzida por infecções, consumo de medicamentos (aspirina), estresse, etc.
11 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
12 Azia: Pirose. Sensação de dor epigástrica semelhante a uma queimadura, geralmente acompanhada de regurgitação de suco gástrico para dentro do esôfago.
13 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.

Tem alguma dvida sobre PRECAUÇÕES BONALEN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.