PACIENTES IDOSOS DORMIUM

Atualizado em 28/05/2016

Quando o Midazolam é usado endovenosamente como sedativo em pacientes com 60 anos ou mais, debilitados ou com doenças crônicas, a dosagem nos idosos e a velocidade da injeção1 em adultos jovens devem ser diminuída, pois o risco de ocorrer hipoventilação ou apnéia2 pode aumentar em pacientes idosos. Além disso se usado como pré-medicação concomitantemente com depressores do SNC3 a dosagem deve ser reduzida pelo menos em 50%. Após a administração do Midazolam o efeito sedativo pode ser mais prolongado nesses pacientes. Portanto a dose deve ser determinada com prudência, e as condições especiais relatadas a cada paciente devem ser consideradas.

                               VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
O ABUSO DESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR DEPENDÊNCIA.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
2 Apnéia: É uma parada respiratória provocada pelo colabamento total das paredes da faringe que ocorre principalmente enquanto a pessoa está dormindo e roncando. No adulto, considera-se apnéia após 10 segundos de parada respiratória. Como a criança tem uma reserva menor, às vezes, depois de dois ou três segundos, o sangue já se empobrece de oxigênio.
3 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.

Tem alguma dúvida sobre PACIENTES IDOSOS DORMIUM?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.