ADVERTÊNCIAS LEUCOCITIM

Atualizado em 28/05/2016
A Molgramostima deve ser usada estritamente sob a supervisão de um médico com experiência em oncologia, hematopoieses e enfermidades infecciosas. Raras vezes ocorrem reações graves de hipersensibilidade aguda (anafilaxias, angioedema1, broncoconstrição). Se tais reações se manifestarem, deve-se suspender imediatamente a medicação e instituir o tratamento adequado.
Com pouca frequência, associa-se a Molgramostima com a síndrome2 de poliserosites, caracterizado por pleurites, efusão3 pleural, pericardites4, efusão3 pericárdica e aumento de peso.
Esta síndrome2 ocorre geralmente com administração de doses superiores as recomendadas.
Os sintomas5 podem ser controlados com um antiinflamatório não esteróide ou suspendendo a medicação com Molgramostima. Em pacientes com enfermidade respiratória prévia pode ocorrer uma reação dentro de 30 a 90 minutos após a primeira injeção6, embora pouco frequente. Esta reação consiste em um decréscimo da saturação do oxigênio venoso, que pode associar-se à sufocação, diaforeses e hipotensão7. Para reverter os sintomas5, o paciente deve manter-se em posição supina e eventualmente deve ser administrado oxigênio suplementar. Os sintomas5 não aparecem em uma segunda injeção6.
Em certas ocasiões têm se verificado trombocitopenia8 limitante em posologias de administração concomitante de Molgramostima com AZT ou drogas quimioterápicas. Recomenda-se um acompanhamento freqüente das contagens sangüíneas.
Em pacientes mielodisplásicos, a conversão para leucemia9 foi similar tanto para pacientes10 que se tratavam ou não com Molgramostima. Neste tipo de pacientes recomenda-se um acompanhamento freqüente do sangue11 periférico e de medula óssea12.
Uso para pessoas de mais de 65 anos de idade:
Não foram encontradas diferenças na segurança e eficácia entre pacientes idosos ou não.
Precauções para o uso durante a gravidez13 e em lactação14:
A inocuidade15 de Molgramostima durante a gravidez13 não foi estabelecida. Em estudos com primatas, a administração de Molgramostima foi associada ao aborto espontâneo nas doses de 6-10 µg/kg/dia, mas foi compatível com a gravidez13 na dose de 3 µg/kg/dia.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Angioedema: Caracteriza-se por áreas circunscritas de edema indolor e não-pruriginoso decorrente de aumento da permeabilidade vascular. Os locais mais acometidos são a cabeça e o pescoço, incluindo os lábios, assoalho da boca, língua e laringe, mas o edema pode acometer qualquer parte do corpo. Nos casos mais avançados, o angioedema pode causar obstrução das vias aéreas. A complicação mais grave é o inchaço na garganta (edema de glote).
2 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
3 Efusão: 1. Saída de algum líquido ou gás; derramamento, espalhamento. 2. No sentido figurado, manifestação expansiva de sentimentos amistosos, de afeto, de alegria. 3. Escoamento de um gás através de uma pequena abertura, causado pela agitação térmica das moléculas do gás. 4. Derramamento de lava relativamente fluida sobre a superfície terrestre.
4 Pericardites: Inflamação da membrana que recobre externamente o coração e os vasos sanguíneos que saem dele. Os sintomas dependem da velocidade e grau de lesão que produz. Variam desde dor torácica, febre, até o tamponamento cardíaco, que é uma emergência médica potencialmente fatal.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
7 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
8 Trombocitopenia: É a redução do número de plaquetas no sangue. Contrário de trombocitose. Quando a quantidade de plaquetas no sangue é inferior a 150.000/mm³, diz-se que o indivíduo apresenta trombocitopenia (ou plaquetopenia). As pessoas com trombocitopenia apresentam tendência de sofrer hemorragias.
9 Leucemia: Doença maligna caracterizada pela proliferação anormal de elementos celulares que originam os glóbulos brancos (leucócitos). Como resultado, produz-se a substituição do tecido normal por células cancerosas, com conseqüente diminuição da capacidade imunológica, anemia, distúrbios da função plaquetária, etc.
10 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
11 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
12 Medula Óssea: Tecido mole que preenche as cavidades dos ossos. A medula óssea apresenta-se de dois tipos, amarela e vermelha. A medula amarela é encontrada em cavidades grandes de ossos grandes e consiste em sua grande maioria de células adiposas e umas poucas células sangüíneas primitivas. A medula vermelha é um tecido hematopoiético e é o sítio de produção de eritrócitos e leucócitos granulares. A medula óssea é constituída de um rede, em forma de treliça, de tecido conjuntivo, contendo fibras ramificadas e preenchida por células medulares.
13 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
14 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
15 Inocuidade: Qualidade, caráter de uma coisa inócua/inofensiva.

Tem alguma dúvida sobre ADVERTÊNCIAS LEUCOCITIM?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.