INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS PREMARIN

Atualizado em 28/05/2016
Os dados de um estudo de interações medicamentosas com estrogênios conjugados eqüinos e acetato de medroxiprogesterona indicam que a disposição farmacocinética de ambos os fármacos não é alterada quando são administrados concomitantemente. Não foram conduzidos outros estudos clínicos de interações medicamentosas com estrogênios conjugados eqüinos.
Estudos in vitro e in vivo demonstraram que o 17 beta-estradiol, um dos componentes dos estrogênios conjugados eqüinos, é metabolizado parcialmente pelo citocromo P450 3A4 (CYP3A4). Portanto, fortes indutores da CYP3A4, como fenobarbital, fenitoína, carbamazepina, rifampicina e dexametasona, podem diminuir as concentrações plasmáticas do 17 beta-estradiol. Essa redução pode causar diminuição do efeito e/ou das alterações do perfil de sangramento uterino. Inibidores da CYP3A4, como a cimetidina, a eritromicina e o cetoconazol, podem aumentar as concentrações plasmáticas do 17 beta-estradiol e podem resultar em efeitos colaterais1.
Foram relatadas ondas de calor e sangramento vaginal em pacientes em TRE/TRH tratadas concomitantemente com erva de São João. A erva de São João pode induzir as enzimas microssomais hepáticas2 que teoricamente podem diminuir a eficácia da TRE/TRH.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
2 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS PREMARIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.