ADVERTÊNCIAS TARVEXOL

Atualizado em 28/05/2016

Em estudos clínicos realizados tem sido relatada a ocorrência de reações severas de hipersensibilidade e anafilaxia1 caracterizadas pela necessidade de tratamento de episódios de dispnéia2, hipotensão3, angioedema4 e urticária5 generalizada em 2% a 4% dos pacientes tratados com paclitaxel. Raramente foram relatados casos de reações de hipersensibilidade e anafilaxia1 fatais em pacientes previamente medicados. Todos os pacientes devem ser pré medicados com corticosteróides, difenidramina, e agonistas de H2. Pacientes que tenham experimentado reações severas de hipersensibilidade ao serem tratados com Tarvexol? (paclitaxel) não devem entrar em contato com o medicamento novamente.
A ocorrência de mielossupressão (principalmente neutropenia6 primária) é dependente da dose e do esquema posologico, sendo a principal toxicidade7 dose limitante dentro de um regime terapêutico. Em adição, a renovação dos neutrófilos8 ocorre em média a cada 11 dias. Tarvexol® (paclitaxel) não deve ser administrado em pacientes com contagem basal de neutrófilos8 abaixo de 1.500 células9/mm3 (menor que 1.000 células9 / mm3 para pacientes10 com
Sarcoma de Kaposi11). Durante o tratamento com Tarvexol® (Paclitaxel) devem ser realizadas contagens sangüíneas freqüentes para monitoramento da toxicidade7 medular. Os pacientes não devem ser submetidos a sessões subsequentes de tratamento com Tarvexol® (Paclitaxel) antes da contagem de neutrófilos8 atingir um patamar maior que 1500 células9/ mm3 e a contagem de plaquetas12 retornar a um nível maior que 100,000 células9/ mm3.
Tarvexol® (Paclitaxel) deverá ser administrado antes do composto de platina quando este for administrado em combinação com compostos de platina (vide precauções).
Foram documentadas anormalidades graves de condução cardíaca em menos de 1% dos pacientes durante a terapia com Tarvexol® (Paclitaxel). Caso o paciente desenvolva anormalidades de condução significativas durante a administração de Tarvexol® deverá ser instituída terapia apropriada e deverá ser realizada uma monitoração contínua do eletrocardiograma13 durante a terapia subsequente com Tarvexol® .

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Anafilaxia: É um tipo de reação alérgica sistêmica aguda. Esta reação ocorre quando a pessoa foi sensibilizada (ou seja, quando o sistema imune foi condicionado a reconhecer uma substância como uma ameaça ao organismo). Na segunda exposição ou nas exposições subseqüentes, ocorre uma reação alérgica. Essa reação é repentina, grave e abrange o corpo todo. O sistema imune libera anticorpos. Os tecidos liberam histamina e outras substâncias. Esse mecanismo causa contrações musculares, constrição das vias respiratórias, dificuldade respiratória, dor abdominal, cãimbras, vômitos e diarréia. A histamina leva à dilatação dos vasos sangüíneos (que abaixa a pressão sangüínea) e o vazamento de líquidos da corrente sangüínea para os tecidos (que reduzem o volume de sangue) o que provoca o choque. Ocorrem com freqüência a urticária e o angioedema - este angioedema pode resultar na obstrução das vias respiratórias. Uma anafilaxia prolongada pode causar arritmia cardíaca.
2 Dispnéia: Falta de ar ou dificuldade para respirar caracterizada por respiração rápida e curta, geralmente está associada a alguma doença cardíaca ou pulmonar.
3 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
4 Angioedema: Caracteriza-se por áreas circunscritas de edema indolor e não-pruriginoso decorrente de aumento da permeabilidade vascular. Os locais mais acometidos são a cabeça e o pescoço, incluindo os lábios, assoalho da boca, língua e laringe, mas o edema pode acometer qualquer parte do corpo. Nos casos mais avançados, o angioedema pode causar obstrução das vias aéreas. A complicação mais grave é o inchaço na garganta (edema de glote).
5 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
6 Neutropenia: Queda no número de neutrófilos no sangue abaixo de 1000 por milímetro cúbico. Esta é a cifra considerada mínima para manter um sistema imunológico funcionando adequadamente contra os agentes infecciosos mais freqüentes. Quando uma pessoa neutropênica apresenta febre, constitui-se uma situação de “emergência infecciosa”.
7 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
8 Neutrófilos: Leucócitos granulares que apresentam um núcleo composto de três a cinco lóbulos conectados por filamenos delgados de cromatina. O citoplasma contém grânulos finos e inconspícuos que coram-se com corantes neutros.
9 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
10 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
11 Sarcoma de Kaposi: Câncer originado de células do tecido vascular, freqüentemente associado à AIDS. Manifesta-se por lesões vermelho-violáceas em diferentes territórios cutâneos e mucosos.
12 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
13 Eletrocardiograma: Registro da atividade elétrica produzida pelo coração através da captação e amplificação dos pequenos potenciais gerados por este durante o ciclo cardíaco.

Tem alguma dúvida sobre ADVERTÊNCIAS TARVEXOL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.