INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS ENFLURAN

Atualizado em 28/05/2016
A ingestão crônica de álcool pode aumentar as necessidades de enflurano na anestesia1.Aminoglicosídeos, lincomicina, polimixina e bloqueadores neuromusculares não despolarizantes podem produzir bloqueio neuromuscular aditivo se usado com enflurano.
A importância clínica deste fato é mínima, se o paciente estiver ventilado mecanicamente mas, ainda assim, a dose deve ser ajustada e instituído tratamento anticolinesterásico ou sais de cálcio, se necessário. Não se recomenda os sais de cálcio, se houve administração de tubocurarina, já que estes em vez de reverter os efeitos, podem potenciá-los. A amiodarona e anti-hipertensivos potencializam a hipotensão2 causada pelo enflurano.
Beta bloqueadores, inclusive os de uso oftálmico, poderão causar hipotensão2 severa e prolongada, se usados simultaneamente com enflurano, reduzindo ainda a capacidade de resposta aos estímulos simpáticos beta adrenérgicos3.
Caso seja necessário reverter os efeitos dos beta bloqueadores, pode-se usar agonistas adrenérgicos3 como dopamina4, isoprenalina ou norepinefrina, mas com extrema cautela.
A levodopa aumenta a concentração endógena de dopamina4 e deve ser suspensa de 6 a 8 horas antes da anestesia1. A metildopa pode diminuir as necessidades do anestésico.
Medicamentos nefrotóxicos podem aumentar os riscos de nefrotoxicidade5 severa, não se recomendando o uso simultâneo ou sequencial ao enflurano.
A resposta uterina aos ocitócicos sofre uma redução que é dose dependente do enflurano (concentrações maiores que 1,5%), podendo ocorrer hemorragias6. O uso simultâneo com suxametônio pode aumentar os riscos de hipertermia maligna e bradicardia7 enquanto que as xantinas aumentam os riscos de arritmias8 cardíacas.
A administração simultânea com óxido nitroso, reduz os requerimentos deste e por isso pode atenuar, de certa forma, seus efeitos cardiovasculares.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
2 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
3 Adrenérgicos: Que agem sobre certos receptores específicos do sistema simpático, como o faz a adrenalina.
4 Dopamina: É um mediador químico presente nas glândulas suprarrenais, indispensável para a atividade normal do cérebro.
5 Nefrotoxicidade: É um dano nos rins causado por substâncias químicas chamadas nefrotoxinas.
6 Hemorragias: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
7 Bradicardia: Diminuição da freqüência cardíaca a menos de 60 batimentos por minuto. Pode estar associada a distúrbios da condução cardíaca, ao efeito de alguns medicamentos ou a causas fisiológicas (bradicardia do desportista).
8 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS ENFLURAN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.