REAÇÕES ADVERSAS ALFASIN

Atualizado em 28/05/2016

ALFASIN® é geralmente bem tolerado e as reações provenientes de sua administração são leves e desaparecem com a interrupção do tratamento.A finasterida para alopécia androgênica1 foi avaliada quanto à segurança em estudos clínicos envolvendo mais de 3200 homens. Em três desses estudos, com 12 meses de duração, controlados com placebo2, duplo-cegos, multicêntricos, com protocolos comparáveis, o perfil de segurança global da finasterida e do placebo2 foram similares. A descontinuação da terapia
em função de efeito adverso clínico ocorreu em 1,7% dos 945 homens tratados com
finasterida e 2,1% dos 934 homens que receberam placebo2.
Nesses estudos, os seguintes efeitos relacionados à droga foram relatados em mais que 1% dos homens tratados com finasterida: diminuição da libido3 e disfunção erétil. Além disso, foi relatada diminuição do volume do ejaculado em 0,8% dos homens. Esses efeitos desapareceram nos homens que descontinuaram a terapia e em muitos que mantiveram a terapia. Em outro estudo, o efeito da finasterida no volume ejaculado foi avaliado e não foi diferente daquele observado com placebo2.
A finasterida é utilizada também no tratamento de homens mais idosos com hiperplasia4 prostática benigna em doses 5 vezes superiores à recomendada para alopécia androgênica1.
Outros efeitos colaterais5 relatados após a comercialização da concentração de 5 mg em homens com HPB são aumento do volume e da sensibilidade da mama6 e reações de hipersensibilidade, incluindo edema7 labial e erupções cutâneas8. Em estudos clínicos com finasterida, a incidência9 desses eventos não foi diferente da observada no grupo placebo2.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Alopécia androgênica: Também chamada de calvície masculina é uma manifestação fisiológica que ocorre em indivíduos geneticamente predispostos, sendo que a herança genética pode vir do lado paterno ou materno. É resultado da estimulação dos folículos pilosos por hormônios masculinos que começam a ser produzidos na adolescência (testosterona). Ao atingir o couro cabeludo de pacientes com tendência genética para a calvície, a testosterona sofre a ação de uma enzima, a 5-alfa-redutase, e é transformada em diidrotestosterona (DHT). É a DHT que vai agir sobre os folículos pilosos promovendo a sua diminuição progressiva. O resultado final deste processo de diminuição e afinamento dos fios de cabelo é a calvície.
2 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.
3 Libido: Desejo. Procura instintiva do prazer sexual.
4 Hiperplasia: Aumento do número de células de um tecido. Pode ser conseqüência de um estímulo hormonal fisiológico ou não, anomalias genéticas no tecido de origem, etc.
5 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
6 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
7 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
8 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
9 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.

Tem alguma dvida sobre REAÇÕES ADVERSAS ALFASIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.