USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO STAVIGILE

Atualizado em 28/05/2016


Uso pediátrico: a segurança e eficácia em indivíduos com menos de 16 anos não foram estabelecidas.

Uso em Idosos: a segurança e eficácia em indivíduos com mais de 65 anos de idade não foram estabelecidas. Como os pacientes idosos podem ter a função renal1 e/ou hepática2 diminuída, deve ser considerada a redução da dosagem.

Uso em Insuficiência Renal3 Severa: nos pacientes com insuficiência renal3 severa (eliminação de creatinina4 média = 16,6 mL/min) uma dose única de 200 mg de modafinila não levou ao aumento da exposição à modafinila, mas resultou numa exposição muito maior ao seu metabólito5 ativo (ácido modafinílico) em relação aos pacientes com função renal1 normal. Há pouca informação disponível sobre o significado deste achado.

Uso em Insuficiência Hepática6 Severa: nos pacientes com insuficiência hepática6 severa, com ou sem cirrose7, a modafinila deve ser administrada em doses menores, pois sua eliminação está reduzida em comparação aos indivíduos normais.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
2 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
3 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
4 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
5 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
6 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
7 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.

Tem alguma dúvida sobre USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO STAVIGILE?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.