PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS AD-TIL

Atualizado em 28/05/2016


Pacientes fazendo uso crônico1 de altas doses de vitaminas A e D devem ser avaliados periodicamente pelo médico a fim de se excluir a possibilidade do desenvolvimento de hipervitaminoses A e D.

Ingestão de doses excessivas de vitamina2 D (20.000 U.I./dia em diversos meses para adulto e 2.000 U.I./dia por diversos meses para crianças) pode resultar em toxicidade3 grave.

A administração de Ad-til® deve ser cuidadosamente avaliada em pacientes:

• com condições cardíacas preexistentes, arterioesclerose4 e insuficiência renal5, em razão de uma potencial exacerbação relacionada aos efeitos da hipercalcemia persistente durante o uso terapêutico;

• com doença hepática6 com prejuízo da capacidade de absorção;

• com hiperfosfatemia em razão do risco de calcificação7 metastática e normalização dos níveis de fosfato antes da terapia;

• em bebês8 e crianças pelo risco de hipersensibilidade a pequenas doses de vitamina2 D;

• na sarcoidose9 ou outra doença granulomatosa por possível aumento da hiperlipidemia10, pois há um potencial para elevação dos níveis de LDL11;

• com osteodistrofia12 renal13 ou outras condições que requerem altas doses de vitamina2 D pura;

• ou quando há uso concomitante de preparações contendo cálcio ou outras preparações vitamínicas contendo vitamina2 D ou análogos.

As doses de vitamina2 A acima de 5.000 U.I. são contra-indicadas para grávidas.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
2 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
3 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
4 Arterioesclerose: Doença degenerativa da artéria devido à destruição das fibras musculares lisas e das fibras elásticas que a constituem, levando a um endurecimento da parede arterial, geralmente produzido por hipertensão arterial de longa duração ou pelo envelhecimento.
5 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
6 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
7 Calcificação: 1. Ato, processo ou efeito de calcificar(-se). 2. Aplicação de materiais calcíferos básicos para diminuir o grau de acidez dos solos e favorecer seu aproveitamento na agricultura. 3. Depósito de cálcio nos tecidos, que pode ser normal ou patológico. 4. Acúmulo ou depósito de carbonato de cálcio ou de carbonato de magnésio em uma camada de profundidade próxima a do limite de percolação da água no solo, que resulta em certa mobilidade deste e alteração de suas propriedades químicas.
8 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
9 Sarcoidose: Sarcoidose ou Doença de Besnier-Boeck é caracterizada pelo aparecimento de pequenos nódulos inflamatórios (granulomas) em vários órgãos. A doença pode afetar qualquer orgão do corpo, mas os mais atingidos são os pulmões , os gânglios linfáticos (ínguas ), o fígado, o baço e a pele.
10 Hiperlipidemia: Condição em que os níveis de gorduras e colesterol estão mais altos que o normal.
11 LDL: Lipoproteína de baixa densidade, encarregada de transportar colesterol através do sangue. Devido à sua tendência em depositar o colesterol nas paredes arteriais e a produzir aterosclerose, tem sido denominada “mau colesterol“.
12 Osteodistrofia: Deformação, distrofia dos ossos.
13 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS AD-TIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.