INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS AD-TIL

Atualizado em 28/05/2016

Antiácidos1 que contenham magnésio quando utilizados concomitantemente com vitamina2 D, podem resultar em hipermagnesemia, especialmente em pacientes com insuficiência renal3 crônica. Não se recomenda o uso concomitante com antiácidos1 (hidróxido de alumínio) pois pode ocasionar toxicidade4 por alumínio (alterações de personalidade, convulsões, coma5).

O uso simultâneo de vitamina2 D e seus análogos, especialmente o calcifediol, não é recomendável, pelo efeito aditivo e potencial tóxico.

O uso concomitante de vitamina2 D com preparações que contenham cálcio em doses elevadas ou diuréticos6 tiazídicos aumenta o risco potencial de hipercalcemia.

Assim como o uso concomitante com preparações que contenham fósforo em doses elevadas aumenta o risco potencial de hiperfosfatemia.

Os quadros de hipervitaminose D são particularmente graves em pacientes que fazem uso concomitante de glicosídeos cardíacos (digitálicos), pois os efeitos tóxicos dos glicósidos cardíacos são potencializados pela hipercalcemia.

O uso concomitante à fosfenitoína, fenobarbital ou fenitoína pode ocasionar redução da atividade da vitamina2 D.

As substâncias colestiramina e colestipol podem reduzir a absorção de vitaminas lipossolúveis.

O uso concomitante de vitamina2 A e etidronato deve ser evitado, pelo risco potencial do surgimento de hipervitaminose A.

O uso simultâneo de vitamina2 A e isotretinoína, bexaroteno ou minociclina pode resultar em efeitos tóxicos aditivos.

O uso concomitante de vitamina2 A e vacina7 com vírus8 vivo (sarampo9) pode reduzir as taxas de soro10-conversão em crianças pequenas.

A ingestão de vitamina2 A juntamente com anticoagulantes11 orais pode aumentar o risco de sangramentos.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
2 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
3 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
4 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
5 Coma: 1. Alteração do estado normal de consciência caracterizado pela falta de abertura ocular e diminuição ou ausência de resposta a estímulos externos. Pode ser reversível ou evoluir para a morte. 2. Presente do subjuntivo ou imperativo do verbo “comer.“
6 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
7 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
8 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
9 Sarampo: Doença infecciosa imunoprevenível, altamente transmissível por via respiratória, causada pelo vírus do sarampo e de imunidade permanente. Geralmente ocorre na infância, mas pode afetar adultos susceptíveis (não imunes). As manifestações clínicas são febre alta, tosse seca persistente, coriza, conjuntivite, aumento dos linfonodos do pescoço e manchas avermelhadas na pele. Em cerca de 30% das pessoas com sarampo podem ocorrer complicações como diarréia, otite, pneumonia e encefalite.
10 Soro: Chama-se assim qualquer líquido de características cristalinas e incolor.
11 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS AD-TIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.