QUANDO A ADMINISTRAÇÃO DE FISIOTON

Atualizado em 28/05/2016
FISIOTON requer cuidados especiais?
FISIOTON é um medicamento seguro e bem tolerado, normalmente não causando efeitos colaterais1 significativos. No entanto, em raras ocasiões, em função da sensibilidade individual, podem ocorrer queixas de agitação, dificuldade para dormir e irritabilidade.
Caso ocorram sintomas2 como palpitações3, dor de cabeça4, tremores ou alterações de comportamento, recomenda-se consultar o médico antes do prosseguimento do tratamento.
Nos pacientes com funções prejudicadas dos rins5 ou fígado6, não se recomenda a utilização desse medicamento, salvo se houver orientação médica em contrário.
Não há estudos demonstrando os resultados da utilização concomitante de FISIOTON com outros medicamentos que atuam sobre o Siste ma Nervoso Central, como, por exemplo, tranquilizantes, antidepressivos, anticonvulsivantes, antiepilépticos e medicações que causam ou facilitam o sono. Nos casos em que exista tal necessidade, deve-se seguir rigorosamente a orientação médica quanto às doses e horários de tomadas dessas medicações.
Em pacientes que estejam fazendo uso de medicação para tratamento de doenças do coração7, recomenda-se o rigoroso seguimento das orientações médicas.
Não exceda as doses recomendadas. Se os sintomas2 não apresentarem melhora, consulte o médico para adequada orientação.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
3 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
4 Cabeça:
5 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
6 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
7 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.

Tem alguma dvida sobre QUANDO A ADMINISTRAÇÃO DE FISIOTON?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.