ADMINISTRAÇÃO UTORAL

Atualizado em 24/05/2016
A administração intra-arterial pode causar reações na pele1, tais como eritema2, dor e rubor no local da aplicação, descamação3, dor na área arterial e pode levar à necrose4 do tecido5 ao redor do local de aplicação.Se este sintoma6 ocorrer, a administração deve ser interrompida e estabelecida uma terapia mais apropriada.
A administração intra-arterial hepática7 pode causar desordem do trato hepato-biliar, ocasionando colecistites e necrose4 biliar.
A infusão da droga na artéria8 pode causar úlcera9 gastroduodenal, sangramento e perfuração.
Caso ocorram angioalgia e flebite10, a administração deve ser mais lenta.
Produtos constituídos por drogas parenterais devem ser inspecionados visualmente antes do uso quanto à descoloração, quando a solução ou embalagem permitirem. Embora a solução de Utoral possa descolorir-se um pouco durante a armazenagem, a potência e a segurança não são afetadas desfavoravelmente.
Se um precipitado aparecer devido ao armazenamento em baixas temperaturas, a solução pode ser ressolubilizada através de aquecimento até 60 ºC, seguido de homogenização. Deixar esfriar à temperatura ambiente, antes da administração.
As ampolas ou frasco-ampolas de Utoral devem ser manuseadas apenas por pessoas treinadas. Este manuseio deve ser feito em área propriamente designada (sobre bandeja lavável ou sobre papel plástico descartável) e por funcionárias não-grávidas, já que se trata de um agente citotóxico11.
Deve-se também utilizar proteção para olhos12, luvas descartáveis, máscara e aventais descartáveis.
Seringas e material para infusão devem ser cuidadosamente manuseados e montados para evitar vazamentos.
Todas as superfícies expostas devem ser limpas, lavando-se em seguida as mãos13 e o rosto.
Todas as agulhas usadas devem ser colocadas em recipiente apropriado e todos os outros itens descartáveis colocados em um saco plástico, que deve ser incinerado juntamente com o restante do lixo clínico.
Qualquer porção não utilizada da solução, ainda dentro das ampolas ou frasco-ampolas, deve ser absorvida com algodão e duplamente empacotados em sacos de polietileno e incinerados.
Se houver contato acidental com olhos12, deve-se lavar imediatamente com água e sabão e remover toda a roupa contaminada. Se o produto for, acidentalmente, inalado ou ingerido, recomenda-se procurar um médico imediatamente.
Uso exclusivamente intravenoso.
Não utilizar o medicamento se o prazo de validade estiver vencido.
Conservar o medicamento em sua embalagem original, sob temperatura entre 15 ºC e 30 ºC, ao abrigo da luz, calor e umidade excessiva.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
2 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
3 Descamação: 1. Ato ou efeito de descamar(-se); escamação. 2. Na dermatologia, fala-se da eliminação normal ou patológica da camada córnea da pele ou das mucosas. 3. Formação de cascas ou escamas, devido ao intemperismo, sobre uma rocha; esfoliação térmica.
4 Necrose: Conjunto de processos irreversíveis através dos quais se produz a degeneração celular seguida de morte da célula.
5 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
6 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
8 Artéria: Vaso sangüíneo de grande calibre que leva sangue oxigenado do coração a todas as partes do corpo.
9 Úlcera: Ferida superficial em tecido cutâneo ou mucoso que pode ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
10 Flebite: Inflamação da parede interna de uma veia. Pode ser acompanhada ou não de trombose da mesma.
11 Citotóxico: Diz-se das substâncias que são tóxicas às células ou que impedem o crescimento de um tecido celular.
12 Olhos:
13 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.

Tem alguma dúvida sobre ADMINISTRAÇÃO UTORAL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.