COMPOSIÇÃO CORGARD

Atualizado em 24/05/2016

Cada comprimido de CORGARD contém:
nadolol .................... 4O ou 8O mg
ingredientes inativos .................... celulose microcristalina e estearato de magnésio


- INFORMAÇÃO AO PACIENTE

CORGARD 4O e 8O mg comprimidos devem ser conservados em lugar fresco e protegido do calor e umidade excessivos. O prazo de validade é de 24 meses após a data de fabricação. Não se conhecem os efeitos indesejáveis do uso da medicação após a data de vencimento.

CORGARD 4O ou 80 mg não deve ser utilizado durante a gravidez1, nem em mulheres que estejam amamentando.

. Os pacientes devem ser advertidos para não interromperem ou descontinuarem a terapia com nadolol sem antes consultar o médico. Isto é especialmente importante em pacientes com evidência de insuficiência2 das artérias coronárias3 e angina4 do peito5, onde a retirada da droga deve ser gradativa durante um período de no mínimo 2 semanas.

. Os pacientes devem ser instruídos sobre como proceder no evento de uma dose inadvertidamente perdida : não tomar uma dose dupla, nem tomar a dose que foi perdida se faltarem menos de 8 horas até a próxima dose esquematizada.

. Os pacientes tratados com beta-bloqueadores devem consultar imediatamente seu médico ao primeiro sinal6 ou sintoma7 da eminência de falência cardíaca (p. ex.: dificuldade de respirar, principalmente durante esforço ou quando deitado, tosse à noite, inchaço8 das extremidades, sensação de batimentos lentos do coração9, extremidades frias, sensação de tontura10 e diarréia11).

. Pacientes diabéticos devem estar cientes de que CORGARD pode mascarar sinais12 de hipoglicemia13 ou alterar os níveis sangüíneos de glicose14.

. Pacientes alérgicos a comidas, medicamentos ou a picadas de insetos devem ser instruídos a procurar o médico imediatamente se ocorrer uma reação alérgica15 severa.

. CORGARD 4O e 8O mg podem ser administrados sem guardar relação com as refeições.

. CORGARD 4O e 8O mg são contra-indicados em pacientes asmáticos, com certas arritmias16 cardíacas ou naqueles com insuficiência2  cardíaca  manifesta.

. TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

. NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE17.


INFORMAÇÃO TÉCNICA

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
3 Artérias coronárias: Veias e artérias do CORAÇÃO.
4 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
5 Peito: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original
6 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
7 Sintoma: Qualquer alteração da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. O sintoma é a queixa relatada pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Inchaço: Inchação, edema.
9 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
10 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
11 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
12 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
13 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
14 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
15 Reação alérgica: Sensibilidade a uma substância específica, chamada de alérgeno, com a qual se entra em contato por meio da pele, pulmões, deglutição ou injeções.
16 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
17 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.

Tem alguma dvida sobre COMPOSIÇÃO CORGARD?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.