PROPRIEDADES LOMIR E LOMIR SRO

Atualizado em 25/05/2016
 LOMIR é uma diidropiridina com potente ação antagonista1 do cálcio, com maior afinidade pelos canais de cálcio da musculatura lisa arterial do que sobre os do miocárdio2. Assim, produz dilatação dos leitos vasculares3 arteriais, particularmente os do coração4, cérebro5 e músculo esquelético6, sem deprimir a função cardíaca.Como resultado da vasodilatação periférica, a pressão arterial7 diminui.
A experiência em animais indica que LOMIR exerce ação inibidora seletiva sobre o nódulo sinusal8, mas não prejudica a condução átrio-ventricular ou a função de contratilidade miocárdica. Portanto, a taquicardia9 reflexa é moderada e não ocorre prolongamente do intervalo PR, mesmo após o tratamento prévio com betabloqueador. Administrado em doses anti-hipertensivas, LOMIR demonstrou possuir também atividade natriurética moderada, porém significante, e exercer efeito anti-aterogênico.
Em pacientes hipertensos, consegue-se redução dose-dependente da pressão arterial7 em posição supina, sentada ou em pé, 2 a 3 horas após a tomada da dose oral única. Na prática terapêutica10, a longa duração de ação de LOMIR assegura 24 horas de controle da pressão arterial7, com administração dos comprimidos duas vezes ao dia e a administração de cápsulas SRO uma vez ao dia; observa-se diminuição significativa da pressão arterial7 após uma semana de tratamento, mas podem ser necessárias 3 a 4 semanas para se desenvolver efeito máximo. O aumento da freqüência cardíaca de repouso é mínimo (menos que 5 batimentos/minuto) e não é dose dependente. Não foram observadas alterações na freqüência cardíaca com as cápsulas SRO.
LOMIR tem sido administrado a pacientes com hipertensão11 ou angina12 pectoris estável em doses de até 20         e 22,5 mg/dia respectivamente, sendo bem tolerado.
Doses orais únicas de LOMIR atenuaram a resposta broncospástica de pacientes asmáticos ao esforço. Não apresentando efeito clínico relevante sobre a homeostase da glicose13, LOMIR pode ser dado a pacientes diabéticos.
Não foram relatados casos de hipotensão14 ortostática.
Não ocorreu diminuição do efeito anti-hipertensivo de LOMIR em estudos com até 2 anos de duração.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Antagonista: 1. Opositor. 2. Adversário. 3. Em anatomia geral, que ou o que, numa mesma região anatômica ou função fisiológica, trabalha em sentido contrário (diz-se de músculo). 4. Em medicina, que realiza movimento contrário ou oposto a outro (diz-se de músculo). 5. Em farmácia, que ou o que tende a anular a ação de outro agente (diz-se de agente, medicamento etc.). Agem como bloqueadores de receptores. 6. Em odontologia, que se articula em oposição (diz-se de ou qualquer dente em relação ao da maxila oposta).
2 Miocárdio: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sangüíneo. Sinônimos: Músculo Cardíaco; Músculo do Coração
3 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
4 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
5 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
6 Músculo Esquelético: Subtipo de músculo estriado fixado por TENDÕES ao ESQUELETO. Os músculos esqueléticos são inervados e seu movimento pode ser conscientemente controlado. Também são chamados de músculos voluntários.
7 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
8 Nódulo Sinusal: Pequena massa de fibras musculares cardíacas modificadas, localizada na junção da VEIA CAVA SUPERIOR com o átrio direito. Os impulsos da contração provavelmente começam neste nó, propagam-se pelo átrio (ÁTRIO CARDÍACO) sendo então transmitidos pelo feixe de His (FEIXE ATRIOVENTRICULAR) para o ventrículo (VENTRÍCULO CARDÍACO).
9 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
10 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
11 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
12 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
13 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
14 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.

Tem alguma dúvida sobre PROPRIEDADES LOMIR E LOMIR SRO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.