INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS DAUNOCIN

Atualizado em 28/05/2016
Daunocin interage com o próprio Cloridrato de Daunorrubicina administrado anteriormente, aumentando o risco de cardiotoxicidade.
Daunocin não deve ser administrado com heparina e dexametasona, pois forma um precipitado.
Daunocin interage com medicamentos hepatotóxicos, com medicamentos que causam discrasias sangüíneas1 e com os medicamentos que desenvolvem ação supressora da área mediastínica, aumentando seus efeitos tóxicos.
Daunocin interage com vacinas de vírus2 vivos porque, estando suprimidos os mecanismos de defesa normal, pode haver potencialização da replicação do vírus2 da vacina3 e diminuição na formação de anticorpos4.
Daunocin pode aumentar a concentração de ácido úrico no sangue5, sendo necessário uma adequação dos agentes antigotosos para controlar a hiperuricemia e gota6. Alopurinol previne/reverte a hiperuricemia e nefropatia7. Daunocin diminui a eficácia de colchicina, sulfimpirazona e probenecida.
Tem sido descrita resistência cruzada entre Daunocin e alcalóides da vinca. Daunocin pode ser usado em terapia combinada8 com outros agentes quimioterápicos antineoplásicos, antibióticos e medicamentos cortisona semelhantes, porém esses medicamentos não devem ser misturados na mesma seringa9.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Discrasias sangüíneas: Qualquer alteração envolvendo os elementos celulares do sangue, glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.
2 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
3 Vacina: Tratamento à base de bactérias, vírus vivos atenuados ou seus produtos celulares, que têm o objetivo de produzir uma imunização ativa no organismo para uma determinada infecção.
4 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
5 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
6 Gota: 1. Distúrbio metabólico produzido pelo aumento na concentração de ácido úrico no sangue. Manifesta-se pela formação de cálculos renais, inflamação articular e depósito de cristais de ácido úrico no tecido celular subcutâneo. A inflamação articular é muito dolorosa e ataca em crises. 2. Pingo de qualquer líquido.
7 Nefropatia: Lesão ou doença do rim.
8 Terapia combinada: Uso de medicações diferentes ao mesmo tempo (agentes hipoglicemiantes orais ou um agente hipoglicemiante oral e insulina, por exemplo) para administrar os níveis de glicose sangüínea em pessoas com diabetes tipo 2.
9 Seringa: Dispositivo usado para injetar medicações ou outros líquidos nos tecidos do corpo. A seringa de insulina é formada por um tubo plástico com um êmbolo e uma agulha pequena na ponta.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS DAUNOCIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.