INFORMAÇÕES AO PACIENTE CAPTOPRIL GENÉRICO

Atualizado em 28/05/2016

·     Ação esperada do medicamento: CAPTOPRIL é indicado para o tratamento de pacientes com hipertensão1, insuficiência cardíaca2, infarto do miocárdio3 e nefropatia4 diabética.·    Cuidados de armazenamento: Conservar o medicamento em temperatura ambiente (entre 15 e 30 ºC) e ao abrigo da umidade.
Os comprimidos de CAPTOPRIL podem apresentar um leve odor de enxofre, que não compromete a sua eficácia.
·     Prazo de validade: Não use o medicamento se o seu prazo de validade estiver vencido, o que pode ser verificado na embalagem externa do produto.
·    Gravidez5 e lactação6: CAPTOPRIL não é recomendado para o uso em gestantes e em mulheres em fase de amamentação7. Quando usados na gravidez5 durante o segundo e terceiro trimestres, os inibidores da ECA (por exemplo, CAPTOPRIL) podem causar danos ao desenvolvimento e mesmo morte fetal. Quando a gravidez5 for detectada, CAPTOPRIL deverá ser descontinuado o quanto antes.
Devido ao potencial do CAPTOPRIL em causar reações adversas severas nos lactentes8, o médico decidirá entre se descontinuar a amamentação7 ou suspender o medicamento, levando-se em conta a importância do medicamento para a mãe.
Informe seu médico a ocorrência de gravidez5 durante o tratamento ou após o seu término e se estiver amamentando.
·     Cuidados de administração: CAPTOPRIL deve ser tomado 1 hora antes das refeições. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
·    Interrupção do tratamento: A interrupção do tratamento com CAPTOPRIL fará com que o paciente volte às condições prévias ao tratamento. Continue com o tratamento, mesmo quando estiver se sentindo bem. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
·    Reações adversas: Informe seu médico a ocorrência de reações desagradáveis. Relate imediatamente ao seu médico quaisquer sinais9 ou sintomas10 como: inchaço11 da face12, pálpebras13, lábios, língua14, laringe15 e extremidades, assim como qualquer dificuldade para engolir ou respirar ou caso apresente rouquidão. Em qualquer uma dessas condições o medicamento deverá ser suspenso.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE16.
·     Ingestão com outras substâncias: Não use diuréticos17 poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal de cozinha contendo potássio sem consultar o seu médico.
A administração concomitante de CAPTOPRIL com outro medicamento ficará a critério médico. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
·     Contra-indicações e Precauções: CAPTOPRIL é contra-indicado a pacientes que tiveram reações alérgicas prévias com o uso do medicamento. Os pacientes hipertensos ou com insuficiência cardíaca2, principalmente quando estiverem em uso de diuréticos17, dieta rigorosa de sal ou desidratados, poderão apresentar queda de pressão arterial18 caracterizada pela sensação de tonturas19 ou "escurecimento da vista". Nesta situação o paciente deve ficar deitado e, se as condições persistirem, entrar em contato com o médico responsável.
TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
2 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
3 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
4 Nefropatia: Lesão ou doença do rim.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
7 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
8 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
9 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
11 Inchaço: Inchação, edema.
12 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
13 Pálpebras:
14 Língua:
15 Laringe: É um órgão fibromuscular, situado entre a traqueia e a base da língua que permite a passagem de ar para a traquéia. Consiste em uma série de cartilagens, como a tiroide, a cricóide e a epiglote e três pares de cartilagens: aritnoide, corniculada e cuneiforme, todas elas revestidas de membrana mucosa que são movidas pelos músculos da laringe. As dobras da membrana mucosa dão origem às pregas vocais.
16 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
17 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
18 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
19 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.

Tem alguma dúvida sobre INFORMAÇÕES AO PACIENTE CAPTOPRIL GENÉRICO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.