PRECAUÇÕES CAPTOPRIL GENÉRICO

Atualizado em 28/05/2016

Gerais

Insuficiência Renal1

HIPERTENSÃO2
Alguns pacientes com disfunção renal3, particularmente aqueles com estenose4 bilateral da artéria renal5, podem apresentar aumentos de uréia6 e da creatinina7 séricas, após a redução da pressão arterial8 com CAPTOPRIL. A redução da posologia de CAPTOPRIL e/ou descontinuação do diurético9 podem ser necessárias. Para alguns destes pacientes pode não ser possível normalizar a pressão arterial8 e manter uma perfusão renal3 adequada.

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA10
Cerca de 20% dos pacientes desenvolveram elevações estáveis de uréia6 e creatinina7 séricas superiores a 20% acima dos valores normais ou limítrofes, durante o tratamento a longo prazo com CAPTOPRIL. Menos de 5% dos pacientes, geralmente aqueles com doença renal3 grave pré-existente, necessitaram da suspensão do tratamento, devido ao aumento progressivo da creatinina7.
HIPERCALEMIA11
Elevações no potássio sérico foram observadas em alguns pacientes tratados com inibidores da ECA, incluindo-se o CAPTOPRIL. O risco de desenvolvimento de hipercalemia11, quando em tratamento com inibidores da ECA, existe em pacientes com insuficiência renal1, diabete mellitus e naqueles usando concomitantemente diuréticos12 poupadores de potássio, suplementos de potássio ou substitutos do sal de cozinha contendo potássio ou outras drogas associadas com aumentos de potássio sérico (p. ex. heparina).

Tosse
Relata-se tosse com o uso de inibidores da ECA. Caracteristicamente, esta é uma tosse persistente e não produtiva e desaparece após a descontinuação da terapia.
A tosse induzida por inibidores da ECA deve ser considerada como parte do diagnóstico13 diferencial da tosse.

Cirurgia/Anestesia14
Em pacientes submetidos a cirurgia de grande porte ou durante a anestesia14 com agentes que produzem hipotensão15, CAPTOPRIL irá bloquear a formação da angiotensina II secundária à liberação compensatória da renina. Se a hipotensão15 ocorrer e for considerada como devida a este mecanismo, poderá ser corrigida pela expansão de volume.

Gravidez16
Quando usados na gravidez16 durante o segundo e terceiro trimestres, os inibidores da ECA (por exemplo, CAPTOPRIL) podem causar danos ao desenvolvimento e mesmo morte fetal. Quando a gravidez16 for detectada, CAPTOPRIL deverá ser descontinuado o quanto antes.
CAPTOPRIL deverá ser usado durante a gestação ou em mulheres em idade reprodutiva, somente se o potencial benefício justificar o risco potencial para o feto17.

Lactantes18
As concentrações de CAPTOPRIL no leite materno são aproximadamente 1% daquelas encontradas no sangue19 materno. Devido ao potencial do CAPTOPRIL em causar reações adversas severas nos lactentes20, deve-se tomar uma decisão entre se descontinuar a amamentação21 ou suspender o medicamento, levando-se em conta a importância do tratamento com CAPTOPRIL para a mãe.

Uso pediátrico
A segurança e eficácia do uso do CAPTOPRIL em crianças ainda não foram estabelecidas, no entanto há pequena experiência com o uso de CAPTOPRIL em crianças a partir de 2 meses a 15 anos de idade com hipertensão2 secundária e vários níveis de insuficiência renal1. A dosagem, baseada no peso, foi comparável àquela usada em adultos. CAPTOPRIL deve ser usado em crianças somente se outras condutas para controle da pressão arterial8 não se mostrarem eficazes.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
2 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
3 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
4 Estenose: Estreitamento patológico de um conduto, canal ou orifício.
5 Artéria Renal: Ramo da aorta abdominal que irriga os rins, glândulas adrenais e ureteres.
6 Ureia: 1. Resíduo tóxico produzido pelo organismo, resulta da quebra de proteínas pelo fígado. É normalmente removida do organismo pelos rins e excretada na urina. 2. Substância azotada. Composto orgânico cristalino, incolor, de fórmula CO(NH2)2 (ou CH4N2O), com um ponto de fusão de 132,7 °C.
7 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
8 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
9 Diurético: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
10 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
11 Hipercalemia: É a concentração de potássio sérico maior que 5.5 mmol/L (mEq/L). Uma concentração acima de 6.5 mmol/L (mEq/L) é considerada crítica.
12 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
13 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
14 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
15 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
16 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
17 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
18 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
19 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
20 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
21 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES CAPTOPRIL GENÉRICO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.