PRECAUÇÕES PRONEST

Atualizado em 28/05/2016

Pronest deve ser administrado por profissional especializado na área e em técnicas de anestesia1.Durante a administração, devem estar disponíveis os recursos ressuscitatórios de emergência2.
Deve-se agitar o produto antes de usá-lo. Se houver formação de duas camadas no produto (ampola ou frasco-ampola) após a agitação, desprezá-lo.
Os sistemas de administração com Pronest não diluído devem ser substituídos 12 horas após a abertura da ampola ou frasco-ampola, devido à ausência de conservantes antimicrobianos em sua composição, o que poderia favorecer um rápido crescimento de microrganismos no produto.
Pronest não deve ser administrado através de filtro microbiológico3.
As diluições devem ser preparadas assepticamente, imediatamente antes da administração, e usadas no prazo máximo de 6 horas, após a preparação.
Qualquer porção remanescente, após o primeiro uso, deve ser descartada.
Em pacientes idosos ou debilitados, em pacientes com insuficiências cardíacas, respiratórias, renais ou hepáticas4, ou em pacientes hipovolêmicos, Pronest deve ser administrado com muita cautela.
Pronest não deve ser administrado em pacientes com deficiências cardíacas avançadas ou outras doenças severas do miocárdio5, devido aos efeitos hemodinâmicos no sistema cardiovascular6, exceto com extremo cuidado, em dose reduzida e com monitoração intensiva.
Pronest não possui atividade vagolítica e seu uso foi associado à ocorrência de bradicardia7, ocasionalmente, profunda. A administração intravenosa de um agente anticolinérgico, antes da indução ou manutenção de anestesia1, deve ser considerada, especialmente quando existir a possibilidade de predominância do tônus vagal ou quando Pronest for utilizado juntamente com outros agentes que possam causar bradicardia7.
Pacientes com deficiências hepáticas4 e/ou renais, com concentrações baixas de albumina8, devem ser regularmente submetidos a exames para verificar a necessidade de uma hemodiálise9.
Pronest, quando administrado, em pacientes portadores de epilepsia10, pode aumentar o risco de convulsões.
Cuidado especial deve ser aplicado a pacientes com distúrbios de metabolismo11 de gorduras e a pacientes com outras desordens onde emulsões lipídicas devem ser usadas com cuidado. Quando o paciente estiver recebendo na infusão Pronest e lipídios intravenosos, a quantia de lipídios deve ser reduzida já que Pronest também contém lipídios (0,1g gordura12/mL de emulsão).
A co-administração de outras drogas e fluidos à infusão de Pronest deve ser feita próxima ao local da cânula.
A dor local no ponto da injeção13 pode ser reduzida pela administração direta dentro de uma veia grande do antebraço14 ou na fossa antecubital, ou pela administração prévia ou concomitante de lidocaína.

Uso na gravidez15 e lactação16:
Como precaução segura, Pronest não deve ser usado durante a gravidez15 e lactação16.

Uso em crianças:
Pronest não é recomendado para anestesia1 geral em crianças menores de 3 anos de idade e para sedação17 em crianças menores de 16 anos de idade em U.T.I..

Efeitos na habilidade para dirigir veículos e operar máquinas:
O paciente deverá ser alertado que seu desempenho em dirigir veículos ou operar máquinas estará prejudicado, temporariamente (cerca de 24 horas), após a anestesia1 geral.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.
2 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
3 Microbiológico: Referente à microbiologia, ou seja, à especialidade biomédica que estuda os microrganismos patogênicos, responsáveis pelas doenças infecciosas, englobando a bacteriologia (bactérias), virologia (vírus) e micologia (fungos).
4 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
5 Miocárdio: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sangüíneo. Sinônimos: Músculo Cardíaco; Músculo do Coração
6 Sistema cardiovascular: O sistema cardiovascular ou sistema circulatório sanguíneo é formado por um circuito fechado de tubos (artérias, veias e capilares) dentro dos quais circula o sangue e por um órgão central, o coração, que atua como bomba. Ele move o sangue através dos vasos sanguíneos e distribui substâncias por todo o organismo.
7 Bradicardia: Diminuição da freqüência cardíaca a menos de 60 batimentos por minuto. Pode estar associada a distúrbios da condução cardíaca, ao efeito de alguns medicamentos ou a causas fisiológicas (bradicardia do desportista).
8 Albumina: Proteína encontrada no plasma, com importantes funções, como equilíbrio osmótico, transporte de substâncias, etc.
9 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.
10 Epilepsia: Alteração temporária e reversível do funcionamento cerebral, que não tenha sido causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos. Durante alguns segundos ou minutos, uma parte do cérebro emite sinais incorretos, que podem ficar restritos a esse local ou espalhar-se. Quando restritos, a crise será chamada crise epiléptica parcial; quando envolverem os dois hemisférios cerebrais, será uma crise epiléptica generalizada. O paciente pode ter distorções de percepção, movimentos descontrolados de uma parte do corpo, medo repentino, desconforto no estômago, ver ou ouvir de maneira diferente e até perder a consciência - neste caso é chamada de crise complexa. Depois do episódio, enquanto se recupera, a pessoa pode sentir-se confusa e ter déficits de memória. Existem outros tipos de crises epilépticas.
11 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
12 Gordura: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Os alimentos que fornecem gordura são: manteiga, margarina, óleos, nozes, carnes vermelhas, peixes, frango e alguns derivados do leite. O excesso de calorias é estocado no organismo na forma de gordura, fornecendo uma reserva de energia ao organismo.
13 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
14 Antebraço:
15 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
16 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
17 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.

Tem alguma dúvida sobre PRECAUÇÕES PRONEST?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.