INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS DOBUTAMINA

Atualizado em 28/05/2016
Não houve evidência de interações nos estudos clínicos, nos quais o cloridrato de dobutamina foi administrado simultaneamente com outras drogas, incluindo preparações digitálicas, furosemida, espironolactona, lidocaína, nitroglicerina, nitroprussiato, dinitrato de isosorbitol, morfina, atropina, heparina, protamina, cloreto de potássio, ácido fólico e acetaminofeno.Pode ser necessário aumento da dose de insulina1 em diabéticos.
Anestésicos inalatórios, especialmente ciclopropano e halotano, podem potencializar o risco de arritmias2 ventriculares.
Bloqueadores beta-adrenérgicos3 podem antagonizar o efeito da dobutamina.
O uso de cloridrato de dobutamina com nitroprussiato de sódio pode resultar em débito cardíaco4 aumentado e pressão capilar5 pulmonar menor do que o uso das drogas isoladamente.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
2 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
3 Adrenérgicos: Que agem sobre certos receptores específicos do sistema simpático, como o faz a adrenalina.
4 Débito cardíaco: Quantidade de sangue bombeada pelo coração para a aorta a cada minuto.
5 Capilar: 1. Na medicina, diz-se de ou tubo endotelial muito fino que liga a circulação arterial à venosa. Qualquer vaso. 2. Na física, diz-se de ou tubo, em geral de vidro, cujo diâmetro interno é diminuto. 3. Relativo a cabelo, fino como fio de cabelo.

Tem alguma dúvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS DOBUTAMINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.