INFORMAÇÕES TÉCNICAS REVIRAX

Atualizado em 28/05/2016

A zidovudina é um agente antivirótico, de ação virustática, de estrutura análoga à timidina. É fosforilada no interior da célula1 pela timidilatoquinase celular à zidovudina monofosfato. Esta converte-se em difosfato, por ação da timidilatoquinase celular e então é convertida em trifosfato por outras enzimas celulares; o trifosfato de zidovudina compete com o substrato natural, a timidina trifosfato para incorporar-se às cadeias em crescimento de DNA viral, por transcriptase reversa de retrovírus (DNA polimerase RNA-dependente), assim inibindo a replicação viral do DNA.Uma vez incoporado, o trifosfato de zidovudina interrompe prematuramente o crescimento da cadeia de DNA, já que o grupo 3'-azido impede novas ligações do 5' a 3'-fosfodiester. A zidovudina tem uma afinidade pela transcriptase reversa do retrovírus cerca de 100-300 vezes maior do que pela alfa-DNA polimerase humana, o que permite a inibição seletiva da replicação viral sem bloquear a replicação celular.

Farmacocinética
A zidovudina atravessa a barreira hematoencefálica. A distribuição ao líquido céfalo-raquidiano é de aproximadamente 50% da concentração plasmática, em adultos, 4 horas após a administração. A zidovudina atravessa a placenta e alcança, na criança, níveis plasmáticos semelhantes àqueles observados no adulto. Concentrações semelhantes tem sido encontradas no líquido amniótico2 de fetos de 1-3 semanas gestacionais. Entretanto, a concentração da zidovudina nos tecidos do sistema nervoso central3 fetal está abaixo das concentrações antivirais eficazes. A zidovudina mostra também concentrar-se no sêmem de pacientes HIV4-infectados, em concentrações que variam entre 1,3 e 20,4 vezes àquelas do plasma5. O volume de distribuição aparente para adultos e crianças é de 1,4 e 1,7 litros/kg (42 a 52 litros/m2) (intravenoso).
A ligação às proteínas6 plasmáticas é baixa, cerca de 30 a 38%.
O metabolismo7 da zidovudina dá-se principalmente por glicuronização hepática8. Na sua metabolização forma-se rapidamente a 3'-azido-3'-deoxi-5'-O-beta-D-glucopiranurosil-timidina (GAZT), que não inibe a replicação do HIV4 "in vitro" nem antagoniza o efeito antiviral da zidovudina. A capacidade de conjugação do glucoronídeo é subdesenvolvida ao nascimento. Entretanto, estudos desenvolvidos em crianças com mais de 30 dias de idade demostraram que o clearance e meia-vida da zidovudina são comparáveis àqueles do adulto.
A meia-vida em adultos com função renal9 normal, por via oral e intravenosa é de cerca de 1 hora (variação 0,8 - 1,2 horas). Com a função renal9 comprometida (clearance de creatinina10 de 30 ml/min), a vida média aumenta para 1,4 a 2,9 horas. Na cirrose11, é de aproximadamente 2,4 horas. O metabólito12 principal GAZT, em adultos com função renal9 normal, tem meia-vida de 1 hora e, com função renal9 comprometida, de 8 horas; na anúria13, a meia-vida aumenta para 29 a 94 horas.
O início de ação é de aproximadamente 1 hora.
O Tmax da concentração sérica é de 0,5 a 1,5 horas. No líquido céfalo-raquidiano, 1 hora após o final da infusão. A concentração terapêutica14 é de 1,5 a 2,0 mmoles/l.
Aproximadamente 14 a 18% são rapidamente excretados na urina15 pela filtração glomerular e secreção tubular ativa, em adultos. Aproximadamente 60 a 74% do GAZT também são excretados pela urina15. A soma de zidovudina + GAZT mostra 63 a 95% eliminados na urina15. Parece que a hemodiálise16 e a diálise peritoneal17 tem efeito desprezível na remoção da zidovudina, entretanto, a hemodiálise16 aumenta a eliminação da GAZT. Em crianças (14 meses a 12 anos), 30% da zidovudina são eliminados pelos rins18 e 45% do GAZT são excretados na urina15.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Célula: Unidade funcional básica de todo tecido, capaz de se duplicar (porém algumas células muito especializadas, como os neurônios, não conseguem se duplicar), trocar substâncias com o meio externo à célula, etc. Possui subestruturas (organelas) distintas como núcleo, parede celular, membrana celular, mitocôndrias, etc. que são as responsáveis pela sobrevivência da mesma.
2 Líquido amniótico: Fluido viscoso, incolor ou levemente esbranquiçado, que preenche a bolsa amniótica e envolve o embrião durante toda a gestação, protegendo-o contra infecções e choques mecânicos e térmicos.
3 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
4 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
5 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
6 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
7 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
8 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
9 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
10 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.
11 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.
12 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
13 Anúria: Clinicamente, a anúria é o débito urinário menor de 400 ml/24 horas.
14 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
15 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
16 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.
17 Diálise peritoneal: Ao invés de utilizar um filtro artificial para “limpar“ o sangue, é utilizado o peritônio, que é uma membrana localizada dentro do abdômen e que reveste os órgãos internos. Através da colocação de um catéter flexível no abdômen, é feita a infusão de um líquido semelhante a um soro na cavidade abdominal. Este líquido, que chamamos de banho de diálise, vai entrar em contato com o peritônio, e por ele será feita a retirada das substâncias tóxicas do sangue. Após um período de permanência do banho de diálise na cavidade abdominal, este fica saturado de substâncias tóxicas e é então retirado, sendo feita em seguida a infusão de novo banho de diálise. Esse processo é realizado de uma forma contínua e é conhecido por CAPD, sigla em inglês que significa diálise peritoneal ambulatorial contínua. A diálise peritoneal é uma forma segura de tratamento realizada atualmente por mais de 100.000 pacientes no mundo todo.
18 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.

Tem alguma dúvida sobre INFORMAÇÕES TÉCNICAS REVIRAX?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.