FARMACOCINÉTICA ZELMAC

Atualizado em 28/05/2016
O tegaserode é rapidamente absorvido após administração oral; os picosde concentração plasmática são atingidos após aproximadamente 1 hora.
A biodisponibilidade absoluta é cerca de 10 %, em jejum. Os alimentos reduziram
a biodisponibilidade do tegaserode em 40-65 % e a Cmax em aproximadamente
20-40 %.
O tegaserode liga-se em, aproximadamente, 98 % às proteínas1 plasmáticas,
principalmente à alfa1-ácido glicoproteína. Após administração intravenosa
é extensamente distribuído pelos tecidos, com um volume de distribuição
de 368 ± 223 L, no estado de equílibrio.
A metabolização do tegaserode ocorre em duas vias metabólicas. A primeira
envolve a hidrólise pré-sistêmica catalizada por ácido, que ocorre no estômago2,
seguida de oxidação e conjugação, resultando no principal metabólito3
do tegaserode, o ácido 5-metoxi-indol-3-carboxilico glicurônico. O metabólito3
principal tem uma afinidade insignificante para os receptores 5-HT4. No homem,
não houve alteração estatisticamente significativa quando da exposição sistêmica
do tegaserode a valores de pH gástrico neutros. A segunda via metabólica
é a glicuronidação direta, a qual conduz à formação de três N-glicuronídios
isoméricos.
In vitro, o tegaserode não indicou inibição das isoenzimas CYP2C8, CYP2C9,
CYP2C19, CYP2E1 e CYP3A4, do citocromo P450, enquanto a inibição das
isoenzimas CYP1A2 e CYP2D6 não pode ser excluída e foi por isso estudada
in vivo. O principal metabólito3 humano não inibiu a atividade de nenhuma das
isoenzimas do citocromo P450 descritas acima.
O clearance (depuração) plasmático do tegaserode é de 77 ± 15 L/h, com uma meia-vida terminal estimada (t1/2) de 11 ± 5 h após a administração intravenosa.
Aproximadamente dois terços de uma dose administrada por via oral são
excretados inalterados nas fezes, com o terço restante excretado na urina4,
primariamente na forma do metabólito3 principal.
A farmacocinética do tegaserode é proporcional à dose na faixa de 2 a 12 mg
administrados duas vezes por dia durante 5 dias, sem acumulação relevante
de tegaserode no plasma5.
A farmacocinética do tegaserode em pacientes com SCI é comparável a indivíduos
saudáveis e é semelhante entre homens e mulheres.
Populações especiais
Idosos: A farmacocinética do tegaserode foi semelhante entre homens jovens
e idosos, enquanto a AUC média e a Cmáx são, respectivamente, 40 % e 22 %
superiores em mulheres idosas por comparação com as jovens, mas ainda
dentro da faixa de variação verificada em indivíduos saudáveis.
Insuficiência hepática6: Em indivíduos com insuficiência hepática6 leve a moderada
(cirrose7 hepática8), a AUC média foi 43 % superior e a Cmáx 18 % superior.
Insuficiência renal9: Não foi observada alteração na farmacocinética do tegaserode
em indivíduos com insuficiência renal9 grave, que requerem hemodiálise10
( clearance da creatinina11 = 15 mL/min/1,73 m2).
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
2 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
3 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
4 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
5 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
6 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
7 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.
8 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
9 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
10 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.
11 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.

Tem alguma dúvida sobre FARMACOCINÉTICA ZELMAC?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.