REAÇÕES ADVERSAS / COLATERAIS CLONIDIN

Atualizado em 28/05/2016
As reações adversas verificadas durante o uso contínuo da infusão peridural1 de clonidina são dose-dependentes e típicas para uma droga desta classe farmacológica.
As principais reações adversas relatadas durante o uso contínuo de clonidina peridural1 são hipotensão2, hipotensão2 postural, bradicardia3, hipertensão4 rebote, boca5 seca, náusea6, confusão mental, vertigem7, sonolência, fadiga8 e febre9. Pela via sistêmica, são mais pronunciados nas aplicações pela via IV e atenuados na aplicação IM.
A hipotensão2 é a reação adversa que requer tratamento mais freqüentemente. A hipotensão2 normalmente reage aos fluídos intravenosos e, se necessário, à efedrina parenteral. A hipotensão2 foi observada mais freqüentemente em mulheres e pacientes com peso mais baixo, mas não foi estabelecida uma resposta dose-relacionada.
Os cateteres peridurais implantáveis estão associados com o risco das infecções10 relacionadas com cateteres, incluindo a meningite11 e/ou abcessos peridurais. O risco depende da situação clínica e do tipo de cateter usado, mas estes tipos de infecções10 ocorrem em 5 a 20% dos pacientes, dependendo do tipo de cateter usado, de sua qualidade, da técnica e extensão de sua colocação.
A administração intratecal inadvertida de clonidina não tem sido associada com um significativo aumento de risco de reações adversas, mas existem dados inadequados de segurança e eficácia para apoiar o uso intratecal de clonidina.
São comuns também prisão de ventre, náuseas12 e vômitos13, dor de cabeça14, diminuição da potência e da libido15, escurecimento da visão16 quando da passagem da posição deitada para de pé, bem como vertigens17 e inclinação colapsada em grandes alturas (desregulação ortostática), falta de sensação nas mãos18 e pés (parestesia19).
Desordens da irrigação sangüínea das mãos18 e pés (síndrome20 de Raynaud), dores no pavilhão auditivo, ressecamento das mucosas21 nasais, reações de sensações alérgicas na forma de exantemas22, urticárias, pruridos, bem como alopécia23.
A clonidina pode, principalmente em doses elevadas, ocasionar redução dos batimentos cardíacos (bradicardia3), bem como provocar alterações do ritmo cardíaco (bloqueio-AV, dissociação-AV).
Raramente ocorrem efeitos colaterais24 como desordens do sono, depressão, desordens de percepção, alucinações25, traumas de alturas, passagem para estados de confusão mental, crescimento de mamas26 em homens (ginecomastia27) e desordens de focagem visual (desordens de acomodação).
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Peridural: Mesmo que epidural. Localizado entre a dura-máter e a vértebra (diz-se do espaço do canal raquidiano). Na anatomia geral e na anestesiologia, é o que se localiza ou que se faz em torno da dura-máter.
2 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
3 Bradicardia: Diminuição da freqüência cardíaca a menos de 60 batimentos por minuto. Pode estar associada a distúrbios da condução cardíaca, ao efeito de alguns medicamentos ou a causas fisiológicas (bradicardia do desportista).
4 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
5 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
6 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
7 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.
8 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
9 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
10 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
11 Meningite: Inflamação das meninges, aguda ou crônica, quase sempre de origem infecciosa, com ou sem reação purulenta do líquido cefalorraquidiano. As meninges são três membranas superpostas (dura-máter, aracnoide e pia-máter) que envolvem o encéfalo e a medula espinhal.
12 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
13 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
14 Cabeça:
15 Libido: Desejo. Procura instintiva do prazer sexual.
16 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
17 Vertigens: O termo vem do latim “vertere” e quer dizer rodar. A definição clássica de vertigem é alucinação do movimento. O indivíduo vê os objetos do ambiente rodarem ao seu redor ou seu corpo rodar em relação ao ambiente.
18 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
19 Parestesia: Sensação cutânea subjetiva (ex.: frio, calor, formigamento, pressão, etc.) vivenciada espontaneamente na ausência de estimulação.
20 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
21 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
22 Exantemas: Alteração difusa da coloração cutânea, caracterizada por eritema, com elevação das camadas mais superficiais da pele (pápulas), vesículas, etc. Pode ser produzido por uma infecção geralmente viral (rubéola, varicela, sarampo), por alergias a medicamentos, etc.
23 Alopécia: Redução parcial ou total de pêlos ou cabelos em uma determinada área de pele. Ela apresenta várias causas, podendo ter evolução progressiva, resolução espontânea ou ser controlada com tratamento médico. Quando afeta todos os pêlos do corpo, é chamada de alopécia universal.
24 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
25 Alucinações: Perturbações mentais que se caracterizam pelo aparecimento de sensações (visuais, auditivas, etc.) atribuídas a causas objetivas que, na realidade, inexistem; sensações sem objeto. Impressões ou noções falsas, sem fundamento na realidade; devaneios, delírios, enganos, ilusões.
26 Mamas: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
27 Ginecomastia: Aumento anormal de uma ou ambas as glândulas mamárias no homem. Associa-se a diferentes enfermidades como cirrose, tumores testiculares, etc. Em certas ocasiões ocorrem de forma idiopática.

Tem alguma dúvida sobre REAÇÕES ADVERSAS / COLATERAIS CLONIDIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.