INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS PROMETAX

Atualizado em 28/05/2016
A rivastigmina é metabolizada principalmente pela hidrólise por esterases. Um metabolismo1
mínimo ocorre através da maioria das isoenzimas do citocromo P450. Dessa
forma, não são antecipadas interações farmacocinéticas com outras drogas metabolizadas
por essas enzimas.
Não foram observadas interações farmacocinéticas entre PROMETAX® (rivastigmina)
e digoxina, varfarina, diazepam ou fluoxetina em estudos em voluntários sadios. O
aumento no tempo de protrombina2 induzido pela varfarina não é afetado pela administração
de PROMETAX® (rivastigmina). Não foram observados efeitos desfavoráveis
na condução cardíaca após a administração concomitante de digoxina e PROMETAX
® (rivastigmina). Em pacientes com Doença de Alzheimer3, a administração
concomitante de PROMETAX® (rivastigmina) com medicamentos prescritos comumente,
tais como antiácidos4, antieméticos5, antidiabéticos, anti-hipertensivos de ação
central, beta-bloqueadores, bloqueadores de canal de cálcio, drogas inotrópicas,
antianginosos, antiinflamatórios não-esteroidais, estrógenos, analgésicos6, benzodiazepínicos
e anti-histamínicos, não foi associada às alterações na cinética7 de PROMETAX
® (rivastigmina) nem ao aumento do risco de efeitos desfavoráveis clinicamente
relevantes.
Tendo em vista seus efeitos farmacodinâmicos, PROMETAX® (rivastigmina) não deve
ser administrado concomitantemente com outras drogas colinomiméticas e pode
interferir na atividade de medicações anticolinérgicas.
Como um inibidor da colinesterase, PROMETAX® (rivastigmina) pode potencializar
os efeitos de relaxantes musculares do tipo succinilcolina durante a anestesia8.
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
2 Protrombina: Proteína plasmática inativa, é a precursora da trombina e essencial para a coagulação sanguínea.
3 Doença de Alzheimer: É uma doença progressiva, de causa e tratamentos ainda desconhecidos que acomete preferencialmente as pessoas idosas. É uma forma de demência. No início há pequenos esquecimentos, vistos pelos familiares como parte do processo normal de envelhecimento, que se vão agravando gradualmente. Os pacientes tornam-se confusos e por vezes agressivos, passando a apresentar alterações da personalidade, com distúrbios de conduta e acabam por não reconhecer os próprios familiares e até a si mesmos quando colocados frente a um espelho. Tornam-se cada vez mais dependentes de terceiros, iniciam-se as dificuldades de locomoção, a comunicação inviabiliza-se e passam a necessitar de cuidados e supervisão integral, até mesmo para as atividades elementares como alimentação, higiene, vestuário, etc..
4 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
5 Antieméticos: Substância que evita o vômito.
6 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
7 Cinética: Ramo da física que trata da ação das forças nas mudanças de movimento dos corpos.
8 Anestesia: Diminuição parcial ou total da sensibilidade dolorosa. Pode ser induzida por diferentes medicamentos ou ser parte de uma doença neurológica.

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.