INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS LEVOXIN

Atualizado em 28/05/2016

Antiácidos1, Sucralfato, Cátions metálicos, Multivitamínicos: enquanto a quelação por cátions divalentes é menos marcada do que com outras quinolonas, a administração simultânea de lEVOXIN® comprimidos com antiácidos1 que contêm magnésio, ou alumínio, assim como o sucralfato, cátions metálicos como o ferro, e com preparações multivitamínicas com zinco pode interferir na absorção gastrointestinal da levofloxacina, resultando em níveis sistêmicos2 consideravelmente mais baixos do que os desejados. Esses agentes devem ser tomados pelo menos duas horas antes ou duas horas depois da administração de levofloxacina.

Agentes antidiabéticos: a administração concomitante tem resultado em hiperglicemia3 ou hipoglicemia4, normalmente em pacientes diabéticos que estejam utilizando medicamentos hipoglicêmicos orais ou insulina5; recomenda-se o controle cuidadoso de glicose6 sangüínea.


Drogas antiinflamatórias não-esteróides: O uso concomitante pode aumentar o risco de estimulação do sistema nervoso central7 e de convulsões.


Cimetidina ou Probenecida: O uso concomitante de levofloxacina e a cimetidina ou probenecida aumenta a área sob a curva de tempo de concentração plasmática (auC) em 27 a 38% e 30% respectivamente, e diminui o “clearance” em 21 a 35%; não obstante essas diferenças sejam estatisticamente importantes, as alterações não são consideradas altas o suficiente para justificar uma alteração na dose.


Observação: Diferentemente de outras fluoroquinolonas, a levofloxacina não altera a farmacocinética da ciclosporina, da digoxina, da teofilina ou da warfarina.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
2 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
3 Hiperglicemia: Excesso de glicose no sangue. Hiperglicemia de jejum é o nível de glicose acima dos níveis considerados normais após jejum de 8 horas. Hiperglicemia pós-prandial acima de níveis considerados normais após 1 ou 2 horas após alimentação.
4 Hipoglicemia: Condição que ocorre quando há uma queda excessiva nos níveis de glicose, freqüentemente abaixo de 70 mg/dL, com aparecimento rápido de sintomas. Os sinais de hipoglicemia são: fome, fadiga, tremores, tontura, taquicardia, sudorese, palidez, pele fria e úmida, visão turva e confusão mental. Se não for tratada, pode levar ao coma. É tratada com o consumo de alimentos ricos em carboidratos como pastilhas ou sucos com glicose. Pode também ser tratada com uma injeção de glucagon caso a pessoa esteja inconsciente ou incapaz de engolir. Também chamada de reação à insulina.
5 Insulina: Hormônio que ajuda o organismo a usar glicose como energia. As células-beta do pâncreas produzem insulina. Quando o organismo não pode produzir insulna em quantidade suficiente, ela é usada por injeções ou bomba de insulina.
6 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
7 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS LEVOXIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.