SUPERDOSAGEM PLURAIR

Atualizado em 28/05/2016

A utilização crônica de superdose pode resultar em sinais1/sintomas2 de hipercortisolismo.A administração intranasal de 2 mg (10 vezes a dose recomendada) de propionato de fluticasona
2 vezes ao dia durante 7 dias em voluntários humanos sadios foi muito bem tolerada. Doses orais
únicas acima de 16 mg foram estudadas em voluntários humanos e não houve relato de nenhum
efeito tóxico. Doses orais repetidas acima de 80 mg diários por 10 dias em voluntários e repetidas
doses orais acima de 10 mg diários por 14 dias em pacientes também foram bem toleradas. As
reações adversas foram de intensidade leve a moderada, e as incidências foram similares nos
grupos medicações e placebo3. Os efeitos da superdose aguda por via intranasal são
desconhecidos.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
3 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.

Tem alguma dúvida sobre SUPERDOSAGEM PLURAIR?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.