INDICAÇÕES NAOX

Atualizado em 28/05/2016

  - Indução do parto por razões médicas, como por exemplo em casos de gestação prolongada, ruptura prematura da bolsa, hipertensão1 induzida pela gravidez2 (pré-eclâmpsia3).

  - Estímulo das contrações em casos selecionados de inércia uterina.

  - Durante a operação cesárea depois da extração da criança.

  - Prevenção e tratamento da atonia uterina e hemorragia4 pós-parto.

  - Tratamento da hemorragia4 puerperal, subinvolução uterina e loquiometria, como alternativa aos alcalóides uterotônicos do ergot, em mulheres que devem evitar esses fármacos.

NAOX também pode estar indicado nos estágios iniciais da gravidez2 como terapia auxiliar do aborto incompleto, inevitável, ou falho com feto5 morto.

- CONTRA-INDICAÇÕES

HIPERSENSIBILIDADE AO FÁRMACO6. HIPERTONIA7 DAS CONTRAÇÕES UTERINAS, SOFRIMENTO FETAL QUANDO A EXPULSÃO NÃO É EMINENTE. QUALQUER ESTADO EM QUE, POR RAZÕES FETAIS OU MATERNAS, SE DESACONSELHA OU ESTÁ CONTRA-INDICADO O PARTO POR VIA NATURAL, OU SEJA, O PARTO VAGINAL; POR EXEMPLO, DESPROPORÇÃO CÉFALO-PÉLVICA8 SIGNIFICATIVA, MÁ APRESENTAÇÃO FETAL; PLACENTA PRÉVIA E VASOS PRÉVIOS, ABRUPÇÃO DA PLACENTA, APRESENTAÇÃO OU PROLAPSO9 DO CORDÃO UM BILICAL; DISTENSÃO UTERINA EXCESSIVA OU DIMINUIÇÃO DA RESISTÊNCIA DO ÚTERO10 À RUPTURA, COMO POR EXEMPLO, EM MULTÍPARAS11, POLI-HIDRÂMNIOS12, GRANDE MULTIPARIDADE E NA PRESENÇA DE CICATRIZ13 UTERINA RESULTANTE DE INTERVENÇÕES CIRÚRGICAS IMPORTANTES, INCLUSIVE DA OPERAÇÃO CESÁREA CLÁSSICA. NAOX NÃO DEVE SER USADO POR PERÍODOS PROLONGADOS EM PACIENTES COM INÉRCIA UTERINA RESISTENTES À OXITOCINA14, TOXEMIA15 PRÉ-ECLÂMPSIA3 GRAVE OU TRANSTORNOS CARDIOVASCULARES SEVEROS.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Pré-eclâmpsia: É caracterizada por hipertensão, edema (retenção de líquidos) e proteinúria (presença de proteína na urina). Manifesta-se na segunda metade da gravidez (após a 20a semana de gestação) e pode evoluir para convulsão e coma, mas essas condições melhoram com a saída do feto e da placenta. No meio médico, o termo usado é Moléstia Hipertensiva Específica da Gravidez. É a principal causa de morte materna no Brasil atualmente.
4 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
5 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
6 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
7 Hipertonia: 1. Em biologia, é a característica de uma solução que apresenta maior concentração de solutos do que outra. 2. Em medicina, é a tensão excessiva em músculos, artérias ou outros tecidos orgânicos.
8 Pélvica: Relativo a ou próprio de pelve. A pelve é a cavidade no extremo inferior do tronco, formada pelos dois ossos do quadril (ilíacos), sacro e cóccix; bacia. Ou também é qualquer cavidade em forma de bacia ou taça (por exemplo, a pelve renal).
9 Prolapso: Deslocamento de um órgão ou parte dele de sua localização ou aspecto normal. P.ex. prolapso da válvula mitral, prolapso uterino, etc.
10 Útero: Orgão muscular oco (de paredes espessas), na pelve feminina. Constituído pelo fundo (corpo), local de IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO e DESENVOLVIMENTO FETAL. Além do istmo (na extremidade perineal do fundo), encontra-se o COLO DO ÚTERO (pescoço), que se abre para a VAGINA. Além dos istmos (na extremidade abdominal superior do fundo), encontram-se as TUBAS UTERINAS.
11 Multíparas: Mulheres que já tiveram mais de um parto.
12 Hidrâmnios: Também conhecido como polihidrâmnios é o nome técnico para o excesso de líquido amniótico no útero durante a gestação.
13 Cicatriz: Formação de um novo tecido durante o processo de cicatrização de um ferimento.
14 Oxitocina: Hormônio produzido pelo hipotálamo e armazenado na hipófise posterior (neuro-hipófise). Tem a função de promover as contrações uterinas durante o parto e a ejeção do leite durante a amamentação.
15 Toxemia: Intoxicação resultante do acúmulo excessivo de toxinas endógenas ou exógenas no sangue, em virtude de insuficiência relativa ou absoluta dos órgãos excretores (rins, fígado, etc.).

Tem alguma dvida sobre INDICAÇÕES NAOX?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.